Redes Sociais

Cidades

Jovens são presos na madrugada desta sexta logo após roubarem celular

Em meio a abordagem, agentes sentiram forte odor na residência, localizando uma série de porções de maconha

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Dois rapazes foram presos na madrugada desta sexta-feira (7) no Jardim Jéssica, em Rio Preto. De acordo com informações do boletim de ocorrência, a dupla havia acabado de, utilizando uma moto, roubar o celular da vítima. Além do crime inicial, os envolvidos ainda armazenam entorpecentes e tiveram o crimes de ‘tráfico’ e ‘associação’ incluídos no indiciamento. O aparelho de telefone foi recuperado e devolvido para a auxiliar de limpeza de 18 anos, que havia sido assaltada.

Policiais militares relataram na delegacia que realizavam patrulhamento de rotina e foram acionados devido a um crime de roubo de celular. Em contato com a vítima, esta lhes informou que “voltava a pé para casa depois de sair da escola, instante em que foi surpreendida pelos desconhecidos em uma motocicleta, que anunciaram o roubo mediante violência e mostrando uma arma de fogo”.

Conseguiram visualizar a última localização do aparelho, que mostrava o Jardim Jéssica. Por volta de 0h15, se deparam com os envolvidos que, ao notarem a presença da viatura, desobedeceram a ordem de parada e tentaram fugir, entrando em uma casa. Na tentativa de abordagem, ambos resistiram, sendo necessário uso de força física para contê-los. Identificados como desempregados de 18 e 22 anos, eles não carregavam inicialmente nada ilegal.

Questionados, confessaram o roubo realizado momentos antes e o mais velho indicou o local na casa onde estava a arma, escondida sob um sofá. Ao apreenderem o objeto, no entanto, descobriram que era de brinquedo. A moto utilizada no crime, uma CG 150 Start vermelha, estava estacionada nos fundos da residência. Já o mais novo falou onde estava o telefone da garota, sobre o telhado de, mais ou menos, duas casas dali.

Militares sentiram um forte odor na residência e ambos confessaram que tinham maconha no quarto. No guarda-roupas do mais velho havia 15 porções, no interior de um pote. Dentro de uma blusa do mais novo, escondidas dentro de uma embalagem, mais 16 porções de maconha, tendo ele assumido a propriedade do material. No mesmo cômodo apreenderam ainda outros três telefones celulares e R$ 344 em dinheiro. Levados para a delegacia, a vítima os reconheceu como sendo os assaltantes.

O revólver falso e a moto utilizados no crime também foram apreendidos, assim como os telefones deles. A auxiliar de limpeza recebeu o aparelho dela de volta e o delegado de plantão confirmou a voz de prisão em flagrante (válida por no máximo 24 horas) e já a converteu para preventiva (até 90 dias), mantendo ambos encarcerados, sem direito à fiança. Com isso, eles permanecem à disposição da Justiça.

AS MAIS LIDAS