Redes Sociais

Cidades

Reeducando apronta confusão em empresa de Rio Preto e acaba detido

Outros funcionários se sentiram intimidados pelo suspeito e não tentaram impedi-lo

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Um reeducando do CPP armou uma verdadeira confusão numa empresa rio-pretense, furtou veículos e, além disso, acabou se machucando nesta terça-feira (25). De acordo com informações do boletim de ocorrência, o suspeito, de 21 anos, tem benefício de trabalho externo da unidade prisional.

Na Central de Flagrantes, militares relataram que foram acionados por volta de 16h pela empresária, 39 anos, responsável pelo estabelecimento. Segundo ela, “o rapaz apresentou um comportamento alterado e agressivo com outros reeducandos, deixou o local e notaram que voltou logo após empurrando uma moto pertencente ao cunhado dela, que também trabalha no local. Retornou com a motocicleta danificada, pois caiu com ela e, inclusive, estava machucado por causa do acidente”.

Ainda de acordo com a testemunha, “logo depois, o reeducando montou em outra moto no pátio da empresa, de outro funcionário e saiu a conduzindo pela via pública, voltando mais tarde com o veículo. Os demais colaboradores presenciaram os fatos, mas não fizeram nada porque se sentiram intimidados pelo suspeito. Acionou a Polícia Militar e também informou o ocorrido à polícia penal do CPP, que também estiveram na empresa”.

A empresária localizou ainda no armário dos reeducandos, que não tem portas e não é individual, uma porção de algo semelhante à maconha. Nesta terça entregou a substância a agentes penais. O envolvido foi colocado dentro da viatura do CPP e levado para a Central de Flagrantes. Ainda sem receber atendimento médico, ele estava machucado, agitado e chutava o veículo o tempo todo. O entorpecente foi apreendido e apresentado junto com a ocorrência.

Os documentos terminaram encaminhados ao distrito policial correspondente a área dos fatos, que vai investigar o caso. Em relação ao reeducando, não há mais detalhes sobre as providências tomadas.

AS MAIS LIDAS