Redes Sociais

Cidades

Vítima tem carro atingido no trânsito e diz que homem ameaçou prendê-la

Filha pequena bateu com a cabeça no vidro e ficou bastante assustada

Publicado há

em

Divulgação/Ilustrativa

Além de ter o carro danificado e a filha pequena assustada com uma colisão, uma corretora de 32 anos foi ameaçada pelo marido da suspeita. Os fatos, ocorridos no bairro Quinta das Paineiras, estão relatados em um boletim de ocorrência, registrado nesta segunda-feira (10).

Na Central de Flagrantes, a vítima relatou que “era próximo de 19h30, quando seguia com um Mobi branco pela avenida Potirendaba sentido Centro-bairro. Próximo ao cruzamento com a avenida Murchid Homsi, um Pálio prata fez uma conversão proibida, na contra mão, para a esquerda da via dupla, atravessando o canteiro central e atingiu o carro dela, danificando a porta dianteira esquerda, paralamas e também a porta traseira. O carro da suspeita também sofreu danos na região frontal”.

Em seguida, “desembarcou e percebeu que a filha de 3 anos estava assustada e com uma marca vermelha na testa, pois tinha batido no vidro no momento da colisão. Ela reclamou de dor, chorou, mas acabou se acalmando. Em meio a conversa das motoristas, chegou o marido da suspeita. Disse que ‘era policial e que iria prendê-la’, mandando que a mulher dele fosse embora dali. Passou proferir xingamentos a ela como ‘vagabunda’, ‘sem vergonha’, ‘burra’ e ‘sem caráter’. Tudo isso tentando colocar a culpa nela pelo acidente”.

Por fim, “assustada, chamou pelo pai, sendo que nesse momento, o marido da suspeita [que não se identificou em nenhum momento] entrou no veículo e foi embora do local. Ao menos, a filha não precisou de atendimento médico”. O delegado de plantão expediu requisição para exame de corpo de delito para a criança, que deve ser realizado no IML e perícia no automóvel da vítima. Nenhum dos veículos possuía seguro.

Os documentos registrados terminaram enviados ao distrito industrial correspondente a área em que aconteceu o acidente, onde os fatos serão alvo de investigações por parte da Polícia Civil de Rio Preto.

AS MAIS LIDAS