Redes Sociais

Cidades

Sindicato dos Bancários realiza protesto contra fechamento de agências do Bradesco

Mobilização será em frente agência do bairro Boa Vista com fechamento programado para o dia 23 de agosto

Publicado há

em

Google Images

Sindicatos dos bancários em todo o Brasil farão, na próxima quarta-feira (3), ato em defesa do emprego e contra o fechamento de agências anunciadas pelo banco Bradesco. Em Rio Preto a mobilização ocorrerá em frente a agência do bairro Boa Vista, na rua Campos Salles de Oliveira, 1496. O banco anunciou que essa agência, onde trabalham 10 funcionários, será desativada no dia 23 de agosto.

Nos últimos dois anos o Bradesco fechou quatro agências na cidade, sendo a última, a de número 3014 da avenida Faria Lima, no mês passado. O presidente do Sindicato dos Bancários de Rio Preto e Região, Júlio César Grochovski, juntamente com o vice-presidente Hilário Juliano Ruiz e os diretores Carlos Eduardo Coquemala, Ari Cleber Fratantonio e Pedro Henrique Belchior de Souza, esteve reunido, na semana passada, com o gerente regional do Bradesco, Rolando de Oliveira Vanzela, e com seu assessor Gustavo Betiol, para tentar reverter o fechamento da agência 1271 do bairro Boa Vista. Os diretores do sindicato se posicionaram contra o fechamento da agência e exigiram a manutenção dos empregos. O gerente regional garantiu aos sindicalistas que todos os funcionários serão mantidos no quadro da empresa. Eles serão realocados para outras agências da cidade e cidades da região.

Júlio César destacou a preocupação do sindicato com a concentração de serviços em menos unidades, alertando que isso poderá afetar o atendimento aos clientes. “Isso pode impactar negativamente tanto para os funcionários como para os clientes”, avisa o presidente do Sindicato. “Nós estamos atentos a essas mudanças e vamos continuar defendendo os interesses dos bancários e da comunidade”.

“O Sindicato dos Bancários continuará se posicionando contra o fechamento de agências”, ressaltou o vice-presidente da entidade, Hilário Ruiz, que também é funcionário do Bradesco, acrescentando que quando isso for inevitável, será exigido a manutenção dos empregos. “Para isso vamos mobilizar ações para conscientizar a população sobre os efeitos dessas medidas”.

AS MAIS LIDAS