Redes Sociais

Cultura

Espetáculos internacionais turbinam programação do FIT, em Rio Preto

Abrindo as apresentações das produções estrangeiras, o grupo Teatro La Morena, do Uruguai, traz ao Teatro Municipal Paulo Moura, nos dias 28 e 29 de julho, às 21h, “Trinidad Guevara”

Publicado há

em

O público poderá conferir os espetáculos internacionais da programação da 15ª edição do Festival Internacional de São José do Rio Preto, o FIT, a partir desta terça-feira (dia 28). Abrindo as apresentações das produções estrangeiras, o grupo Teatro La Morena, do Uruguai, traz ao Teatro Municipal Paulo Moura, nos dias 28 e 29 de julho, às 21h, “Trinidad Guevara”, que conta a história da atriz Trinidad Ladrón de Guevara, precursora da luta pela independência da mulher. Vivendo em pleno século XIX. Por ser revolucionária e mulher, nunca deixou de ser feminina e mãe, impondo frente ao machismo imperante, uma nova linguagem erótica, dentro e fora dos palcos.

 Nos dias 29 e 30 de julho, no Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto, às 20h, o a Companhia Teatro Línea de Sombra, do México, encena “Amarillo”. A peça fala deum homem sai para a fronteira EUA – México e desaparece antes de alcançar seu destino: Amarillo, Texas. O espetáculo aborda a natureza complexa da identidade individual e nacional em um momento de êxodo, tanto para aqueles que saíram e os que são deixados para trás. 

No palco Teatro SESI, nos dias 30 e 31 de julho, às 20h, diretamente de Portugal, “Fernélia – a história de amor de Fernando Pessoa e Ofélia Queiroz”.  Também nesta quinta e sexta-feira, será apresentado no Teatro Municipal Paulo Moura, o espetáculo espanhol “Comissura”. Com um discurso crítico dos tempos atuais, a peça chama a atenção para o absurdo do dia-a-dia. Em sete números, são abordados temas como o controle sobre o corpo alheio, ciúme e privacidade. Coexistem expressões de clown convencional e contemporânea, mas sem se preocupar em corresponder a parâmetros conservadores de teatro e circo. Comissura propõe conectar o público com a melancolia de reconhecer que vivemos com alegria, e a estranheza que pressupõe a existência, contradições, sentimentos contraditórios e sutis. Para conferir a programação completa do Festival acesse o site www.festivalriopreto.com.br ou facebook/festivalripreto.

 A bilheteria é na Oficina Cultural Fred Navarro, localizada na rua Jorge Tibiriça, 3243 – Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 12h às 20h e aos sábados das 9h às 16h. Nos dias das apresentações, havendo disponibilidade, os ingressos poderão ser retirados, uma hora antes, no local da encenação. Mais informações pelo telefone: (17) 3234 2405 ou pelo e-mail: frednavarro@oficinasculturais.org.br.

O Festival é uma realização da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, correalização da Poiesis, por intermédio da Oficina Cultural Fred Navarro, e da Renova Projetos e Produções, com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Estado da Cultura, por meio do ProAC ICMS – Programa de Ação Cultural.

Peças internacionais

“Amarillo” (Teatro Línea de Sombra – México)

Dias: 29 e 30 de julho

Local: Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto

Horários: às 20h.

Classificação etária: 14 anos.

Capacidade: 390 pessoas

 

“Comissura” (Cia Patrícia Pardo Teatro – Espanha)

Dias: 30 e 31 de julho.

Local: Teatro Municipal Paulo Moura.

Horário: 22h.

Classificação etária: 16 anos.

Capacidade: 916 pessoas.

 

 “Fernélia – A história de amor de Fernando Pessoa e Ofélia Queiroz” (Produção Independente – Portugal)

Dias: 30 e 31 de julho.

Local: Teatro SESI.

Horário: às 20h.

Classificação etária: 14 anos.

Capacidade: 376 pessoas.

 

“Trinidad Guevara” (Teatro La Morena – Uruguai)

Dias: 28 e 29 de julho.

Local: Teatro Municipal Paulo Moura.

Horários: 21h.

Classificação etária: 14 anos.

Capacidade: 916 pessoas

Programação sujeita à alteração.

 

 

 

AS 10 MAIS LIDAS