Redes Sociais

Cultura

Espetáculo Ohno, do rio-pretense Gerrah Tenfuss, é selecionado para o BH in Solos

Trabalho é um dos dez espetáculos escolhidos entre 156 inscritos do Brasil e de outros países

Publicado há

em

O espetáculo Ohno, do rio-pretense Gerrah Tenfuss, acaba de ser selecionado para a Mostra de Espetáculos Cênicos Individuais de Belo Horizonte/MG – BH in Solos. Ohno, da BlackBerries Wilted Co, é um dos dez espetáculos escolhidos entre 156 trabalhos inscritos do Brasil e de outros países. “É muito gratificante fazer parte do BH in Solos, ainda mais com Ohno, um espetáculo que começa a rodar o país. Foi uma disputa difícil, devido ao grande número de inscritos e a qualidade artística dos espetáculos”, declarou Tenfuss.

A curadoria da Mostra, formada por Cida Falabella, Fabio Furtado e Robson Vieira, deparou-se com uma riqueza de temas e de linguagens, em um universo de diferentes expressões artísticas. A qualidade e profusão de obras apresentadas motivou a ampliação do número de trabalhos selecionados para esta edição. Em outubro, a BH in Solos irá receber 10 (dez) espetáculos, metade deles vindos de Buenos Aires, Curitiba, Mar del Plata, Rio de Janeiro e São Paulo, além de outros cinco da capital mineira.

BH in Solos – Mostra de Espetáculos Cênicos Individuais busca fomentar a produção e a difusão de espetáculos de artes cênicas com um único intérprete em cena, reivindicando espaço para a prolífica produção de monólogos no país.

OHNO

O espetáculo Ohno, que estreou no final do ano passado, no SESC Rio Preto, é inspirado na arte japonesa Butoh, de onde vem o 
sexo, a raiva, o disforme, emoções vivas enclausuradas 
nas mentes, a corporeidade desse trabalho solo de Gerrah Tenfuss transfigura a crueldade, a terrível realidade do ser frente a seu século. Uma visão sombria que transmuta imagem em movimento.

Ohno retoma momentos e elementos da história da BlackBerries Wilted Co. É uma releitura, num trabalho solo. Revela o lado pessimista da vida, a face oculta da modernização, o isolamento, a alienação e a massificação.

AS 10 MAIS LIDAS