Redes Sociais

Cultura

Guri Convida promove encontro entre o violinista Ricardo Herz e o Grupo de Referência de Rio Preto

O concerto, gratuito e aberto ao público, será às 19h, no Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”. Apresentação faz parte de um programa de 11 concertos que acontecerão com diversos músicos convidados pelo Projeto Guri

Publicado há

em

Promover a convivência entre músicos consagrados e jovens aprendizes. Esse é o objetivo do Guri Convida, um conjunto de 11 concertos que reúne artistas convidados e se estende até dezembro. No dia 1º de setembro, o Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – recebe o violinista Ricardo Herz para se apresentar ao lado do Grupo de Referência (GR) de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas. O concerto, gratuito e aberto ao público, será às 19h, no Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”.

Especialmente para essa apresentação, o violinista elaborou um repertório que contempla o perfil do Grupo de Referência da cidade. Como se trata de uma Camerata de Cordas, ele considerou, para escolher as canções do repertório, quais as características e potencialidades do grupo. Sua proposta é dialogar com esses jovens músicos, ampliando e aprofundando seus conhecimentos e experiências musicais. O violinista contou um pouco da sensação de ser convidado para um concerto com os alunos e alunas do Projeto Guri: “Eu fiquei muito feliz com o convite para tocar com o GR de Rio Preto. Esse projeto é importantíssimo para cultura do Estado e do País. Para este programa em especial preparamos várias composições minhas arranjadas para a camerata de cordas friccionadas e violino solo, inspiradas em vários ritmos populares brasileiros. O intuito é o de apresentar no violino esses ritmos populares e mostrar que os instrumentos de cordas são propícios para tocar a música do nosso País”, disse.

Esse é, aliás, um conceito que norteou a escolha de todos os convidados do programa, artistas com carreiras consolidadas nacional e internacionalmente, mas que também possuem o diferencial de serem difusores de conhecimento, o que pretende agregar muito a esses jovens músicos em formação. Por isso, além dos concertos, cada artista selecionado também fará uma masterclass de oito horas com educadores da região, oferecendo a oportunidade de expandir as referências técnicas e estéticas.

Todos os 12 Grupos de Referência (GR) terão a oportunidade de se apresentar com artistas consagrados no meio musical e aprender com as masterclasses propostas. Os GRs são compostos por orquestras, cameratas e bandas, espalhados por diversas cidades e formados por jovens guris – de 12 a 21 anos – em estágio mais avançado de aprendizado. Para esse projeto, os próximos musicistas convidados são: Marcelo Jardim (maestro), Badi Assad (violonista, cantora e compositora), Léa Freire (flautista e compositora), Tião Carvalho (cantor e dançarino), Gabriel Levy (acordeonista, compositor e educador), Carlinhos Antunes (multi-instrumentista e compositor), Sidney Molina (violonista e educador), Luiz Guello (percussionista) e Letieres Leite (saxofonista, flautista e compositor).

Confira abaixo o repertório do show com Ricardo Herz:

1 – TORÉ
Composição: Antonio José Madureira

2 – MOURÃO
Composição: Guerra-Peixe

3 – MOURINHO
Composição: Ricardo Herz

4 – DE ONTEM PARA AMANHÃ
Composição: Ricardo Herz

5 – CANTIGAS E CIRANDAS
Composição: Ricardo Herz e Nelson Ayres

6 – INOCENTE
Composição: Ricardo Herz

7 – CANTO DA EMA
Composição: João do Vale

8 – CHAMAOQUÊ
Composição: Ricardo Herz

9 – LADEIRA DA PILHA
Composição: Ricardo Herz e Michi Ruzitschka

Serviço: Guri Convida com Ricardo Herz
Quando: 01/09 – sexta-feira
Horário: às 19h
Local: Teatro Municipal “Humberto Sinibaldi Neto”
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 5.381, V. São José – São José do Rio Preto/SP
Entrada: Gratuita. 
Evento aberto ao público

Perfil do convidado
Reinventou o violino brasileiro. Sua técnica leva ao instrumento o descanso da sanfona, o ronco da rabeca e as belas melodias do choro tradicional e moderno. Com a influência de Dominguinhos, Luiz Gonzaga, Egberto Gismonti, Jacob do Bandolim entre outros, o violinista mistura ritmos brasileiros, africanos e o sentido de improvisação do jazz.

Graduado em violino erudito pela USP, sua sólida formação começou aos 6 anos, tendo passado pela escola Fukuda em São Paulo.  Estudou na renomada Berklee College of Music, nos Estados Unidos, e no Centre des Musiques Didier Lockwood. Ricardo também tem dedicado parte de seu tempo no ensino e difusão do violino popular. Lançará brevemente seu curso e método online atendendo à demanda de violinistas do Brasil e exterior.

Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas 
Esta camerata é composta pelos naipes de violino, viola, violoncelo e contrabaixo. O grupo executa um repertório diversificado com maior enfoque em peças eruditas de diversos períodos da história da música. Em 2011, o grupo recebeu a visita do quarteto de cordas da Sphinx – ONG norte-americana que tem a missão de aumentar a presença de negros e latinos nas orquestras dos EUA – que, durante uma semana, realizou master classes, ensaios e concertos com nossos Guris. No ano seguinte, a Camerata retribuiu a visita, apresentando-se ao lado do quarteto, em Detroit. Ela também já tocou ao lado de Alejandro Drago (2013) e foi regida na série de Artistas Convidados pelos maestros Jean Reis (2011) e Arthur Barbosa (2012). Em 2015 apresentou o espetáculo Vozes de Natal, produzido pela TV TEM, afiliada da TV Globo. Em 2016 participou da Virada Cultural, em Votuporanga.

Grupo de Referência de São José do Rio Preto – Camerata de Cordas Friccionadas tem o patrocínio da empresa Catho.

Parceiro local: Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto

Projeto Guri www.projetoguri.org.br

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn e CCR SPVias, SABESP, SKY, CTG, EMS, Microsoft, Usina Colorado,  Caterpillar, Supermercados Tauste, Capuani, Grupo BB e Mapfre, Pinheiro Neto,  WestRock, VALGROUP, Banco Votorantim, Mercedes Benz, Catho, Hasbro, Cipatex, PPE Fios, Grupo Maringá, Raízen, Castelo Alimentos, Arteris e Cremer.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. Mais de 49 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu cerca de 650 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri
A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

AS 10 MAIS LIDAS