GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cultura

FIT Rio Preto tem cinco apresentações gratuitas nesta quinta, dia 11

Um dos destaques é a performance urbana “Cegos”, do Desvio Coletivo, de São Paulo/SP, concebida por Marcelo Deny e Marcos Bulhões. A performance terá início às 13h, com saída do Mercado Municipal, ocupando vias da área central, e propõe uma reflexão acerca do modo de vida da sociedade contemporânea

A programação desta quinta-feira (11/7) do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto-SP (FIT Rio Preto) conta com cinco espetáculos gratuitos, que irão ocupar as ruas da área central, a Swift, o Teatro Waldemar Oliveira Verdi – Sesi e o Distrito de Engenheiro Schmitt (Praça dos Esportes e da Cultura). 

Um dos destaques é a performance urbana “Cegos”, do Desvio Coletivo, de São Paulo/SP, concebida por Marcelo Deny e Marcos Bulhões. A performance terá início às 13h, com saída do Mercado Municipal, ocupando vias da área central, e propõe uma reflexão acerca do modo de vida da sociedade contemporânea. Durante a performance, homens e mulheres, em trajes sociais, cobertos de argila e de olhos vendados, caminham lentamente, interferindo poeticamente no fluxo cotidiano da cidade. 

Além do elenco fixo, “Cegos” conta com a participação de moradores de Rio Preto. Quinze pessoas da cidade, artistas e não-artistas, foram selecionadas para integrar o elenco no festival. Na produção do figurino, serão utilizados 260 quilos de argila escolar. O camarim do elenco será montado no Centro Regional de Eventos, onde ocorrerá toda a preparação. 

Já o estacionamento da Swift vai receber a performance internacional “dZikudZikui-aBiku-aBiikus” [Nascido depois do nascido-morto], da artista Va-Bene Fiatsi [crazinisT artisT], de Gana, às 21h30. A performance propõe uma reflexão sobre nossas contribuições, ações e inações em relação à violência humana, discriminação, ódio, preconceito, nossas vulnerabilidades e mortalidade. A entrada é gratuita e não é preciso retirar ingressos. A obra tem classificação indicativa de 16 anos. 

O Distrito de Engenheiro Schmitt irá receber, às 17h30, o espetáculo “Imprudências Poéticas”, da Cia. dos Pés, também gratuito. A obra foi selecionada na categoria Cena Rio Preto e será encenada na Praça dos Esportes e da Cultura. Inspirado em textos do escritor moçambicano Mia Couto, a montagem propõe um questionamento sobre a criação do medo. Em cena, uma bailarina faz acrobacias aéreas pendurada por um guindaste a 33 metros de altura.

Já o Teatro do Sesi será palco da peça “Mary e os Monstros Marinhos”, da Companhia Delas de Teatro, de São Paulo/SP, escolhida como Melhor Espetáculo de Texto Original, na categoria Teatro Infantojuvenil, pelo Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). A apresentação é gratuita e será às 15h, com retirada de ingressos 1h antes. Em cena, a história de Mary Anning, famosa paleontóloga que viveu na Inglaterra no início do século XIX.

Abrindo a programação do Graneleiro, ponto de encontro do festival, o Manas no Coletivo apresenta a exposição “Expostas”, que retrata o processo de criação de seu primeiro espetáculo, intitulado “Não tem Véu, nem Réu, tem Revolução!”. O trabalho foi selecionado na categoria Cena Rio Preto e aborda a infâmia do feminino perante a sociedade. Durante a exposição, o elenco fará intervenções, apresentando algumas cenas do espetáculo. Os ingressos devem ser retirados a partir das 15h, na Bilheteria FIT no Complexo Swift. 

Quem retirar ingressos para assistir ao grupo Manas no Coletivo também poderá acompanhar as atrações de mais uma noite de Graneleiro. Nesta quinta, tem discotecagem com vinil do DJ Taroba e show da banda Estação da Luz, além da videoinstalação “tiquetaqui”, de Jef Telles. 

Outros espetáculos

A programação do FIT Rio Preto desta quinta-feira conta com mais três espetáculos. Um dos destaques é “Quando Quebra Queima”, da ColetivA Ocupação, de São Paulo/SP, que será apresentado às 19h, na Escola Municipal Darcy Ribeiro, localizada no bairro Santo Antônio, região norte. Em cena, quinze corpos insurgentes deslocam para a cena a experiência que tiveram dentro das escolas ocupadas entre 2015 e 2016, criando uma narrativa coletiva e comum a partir da perspectiva de quem viveu intensamente o dia a dia dentro do movimento. A peça é uma “dança-luta” coletiva, construída a partir das experiências de cada performer. Ainda há ingressos disponíveis. 

As peças “Lugar de Chuva”, do Frêmito Teatro e Agrupamento Cynétiko (Macapá/AP e São Paulo/SP), às 19h, no Teatro do Sesc, e “Alice&Baltazar ou INDEVASSÁVEL”, de Homero Ferreira, selecionada na categoria Cena Rio Preto, com sessões 19h e 23h, no Teatro Municipal Paulo Moura, estão com ingressos esgotados. 

Serviço:
FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO – FIT RIO PRETO
De 4 a 13 de julho – São José do Rio Preto – SP/Brasil
Realização: Prefeitura Municipal de São José do Rio Preto e Sesc São Paulo
Programação completa no site fitriopreto.com.br

Por Da Redação em 11/07/2019 às 10:10
TerrasAlphaville