GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Cultura

História do cardiologista Domingo Braile é contada no livro 'A Céu Aberto'

O livro traz uma novidade para os amantes das inova­ções tecnológicas, como o próprio biografado. Ele contém seis vídeos com tecnologia de realidade aumentada e que podem ser acessados por smartphone ou tablet por meio do aplicativo intitulado “A Céu Aberto DMB”, disponibi­lizado gratuitamente na Apple Store ou no Google Play

Será lançado nessa sexta, dia 22, às 19h30, no Quinta do Golfe Clube, em Rio Preto, a biografia do cirurgião cardiovascular Domingo Braile. A obra “A Céu Aberto – a história de Domingo Braile, o consertador de corações”, escrita pela jornalista rio-pretense Elma Eneida Bassan Mendes, narra a história da família Braile desde meados de 1800 até hoje, cujo dom é o cuidado com a vida e a saúde das pessoas e que traz no sangue a resiliência e o trabalho.

O livro traz uma novidade para os amantes das inova­ções tecnológicas, como o próprio biografado. Ele contém seis vídeos com tecnologia de realidade aumentada e que podem ser acessados por smartphone ou tablet por meio do aplicativo intitulado “A Céu Aberto DMB”, disponibi­lizado gratuitamente na Apple Store ou no Google Play.

Para produzir a obra, Elma Bassan conversou com fami­liares, amigos e buscou relatos históricos da luta das pri­meiras cirurgias a céu aberto realizadas em Rio Preto pelo cirurgião Domingo Braile, responsável por inte­riorizar a cirurgia cardíaca no Brasil.

A jornalista também buscou relatos com fontes da imprensa que cobriu durante décadas a evolução do trabalho e a saga do cirurgião. A história de um homem que mudou o cenário da Medicina no Brasil viabilizando acesso e iguais condições para doentes nos lugares mais distantes dentro e fora do Brasil.

Sua trajetória foi marcada por lutas e incredulida­de, já que ninguém ousava imaginar, na década de 1960, a realização de cirurgias do coração no interior do país, iniciando por Rio Preto. A apresentação é da filha Valéria Braile Sternieri, cardiologista direto­ra clínica do hospital da Beneficência Portuguesa e da Braile Cardio, o prefácio é da filha Patrícia Braile Verdi, advogada e presidente da Braile Biomédica.

Por Da Redação em 21/11/2019 às 23:40
TerrasAlphaville