Redes Sociais

Cultura

FIT Rio Preto 2023 tem programação lançada; serão mais de 60 apresentações

Edição de 2023 será realizada no período de 20 a 29 de julho

Publicado há

em

Foto: Divulgação/SMCS

O Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT Rio Preto) terá a sua edição de 2023 realizada no período de 20 a 29 de julho, ocupando diferentes espaços da cidade com obras que refletem a diversidade criativa que pauta as artes cênicas na contemporaneidade e que propõem discussões em torno de temas urgentes da sociedade.

A programação foi apresentada ao público na noite desta terça-feira, 27/6, numa cerimônia que reuniu autoridades, imprensa e convidados no Teatro Municipal Humberto Sinibaldi Neto. A cerimônia foi aberta por uma apresentação do ator Cacá Carvalho, com texto da novela O Sopro, de Luigi Pirandello, que faz parte do espetáculo A poltrona escura, que tem direção de Roberto Bacci.

Na sequência a atriz, Fernanda Dumbra, abriu o cerimonial, convidando ao palco Edinho Araújo, prefeito de Rio Preto; Erika Mourão, Gerente de Ação Cultural do Sesc São Paulo; Pedro Ganga, secretário municipal de Cultura e coordenador geral do FIT; Thiago Freire, gerente do Sesc Rio Preto e coordenador geral do FIT 2023; o presidente da Câmara Municipal, Paulo Paulera; Sílvia Helena Marchi, Diretora Regional do Sesi, e um dos fundadores deste festival, Humberto Sinibaldi Neto.

Um dos mais importantes espaços de difusão das artes cênicas do Brasil, o FIT Rio Preto 2023 envolve em sua programação 30 espetáculos, entre trabalhos nacionais, oriundos de oito estados brasileiros, e de outros três países – Argentina, Portugal e Reino Unido –, além de 13 atividades formativas (rodas de conversas, workshops, encontros, vivências e lançamentos editoriais).

Ao todo, serão 51 apresentações em palcos, ruas e espaços alternativos de Rio Preto, boa parte delas com entrada franca. Um vídeo com toda a programação foi apresentada aos presentes e, simultaneamente, disponibilizada no site do festival: fitriopreto.com.br, redes sociais e portais da Prefeitura e do Sesc.

Uma realização da Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e do Sesc São Paulo, o FIT Rio Preto chega, em 2023, aos seus 54 anos de história e 21 anos de edição internacional. ”O FIT faz parte do patrimônio cultural de Rio Preto, um evento que coloca a cidade entre os mais importantes festivais de artes cênicas do Brasil. O festival mobiliza a comunidade e a classe artística local, movimentando diferentes setores da economia e revelando o potencial do segmento criativo para a cidade e para o País”, destaca o prefeito de São José do Rio Preto, Edinho Araújo.

Segundo Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo, o FIT Rio Preto “representa a manutenção de um projeto longevo e consolidado de fomento às artes cênicas que reside, entre outros fatores, na renovada capacidade de mobilizar e articular as diversas instâncias da sociedade em torno da sua realização e que, ao ativar as múltiplas redes socioeconômicas e culturais da cidade e em seu entorno, promove a ocupação de espaços públicos e privados com uma programação consistente e contemporânea.”

Gerente do Sesc Rio Preto e um dos coordenadores gerais do evento, Thiago Freire considera o festival um marco importante para a cidade. “É muito significativo para um município do interior de São Paulo se colocar como ponto de encontro, uma espécie de encruzilhada onde criadores com diversas origens e diferentes preferências criativas encontram-se com públicos igualmente diversos”, pontua. “É muito rico o modo como a cidade, em seus equipamentos públicos, praças, ruas e nas instalações do Sesc, mobiliza-se para receber artistas e promover o acesso das pessoas a uma programação sempre inovadora e dinâmica”, completa.

“O FIT 2023 vem com essa força do  pós pandemia, da retomada, da esperança na Cultura e na importância que tem essas manifestações atísticas para o bem estar das pessoas,  para a fruição, para a convivência, para que possamos falar de temas tão urgentes na nossa sociedade como a diversidade das relações humanas por meio dessas expressões. Essa é a maior expectativa, poder alcançar diferentes públicos com a Cultura”, destacou Érika Dutra, Gerente de Ação Cultural do Sesc São Paulo.

A arte da escuta

Reafirmando seu papel como fomentador de discussões em torno de temas urgentes e caros da atualidade, o FIT Rio Preto 2023 destaca, por meio de sua curadoria, o exercício da escuta que é inerente ao teatro e às artes cênicas em geral, tendo como fio condutor um ditado do candomblé que diz: “ẹni tí ó gbọ́ lè bọ́ lọ́wọ́ òjò” (aquele que escuta consegue fugir da chuva).

“Escutar, então, significa ouvir com atenção, interpretando e assimilando os sons e ruídos que são captados pela audição. Quando alguém está escutando algo, quer dizer que está consciente e atenta ao que está ouvindo e ao que está acontecendo ao seu redor. Além disso, escutar é compreender e processar a informação que está a ser recebida de forma a se preparar para que a água seja uma aliada”, reflete, em texto sobre o processo de curadoria do FIT Rio Preto 2023, o trio de curadores formado pela dramaturga, diretora, educadora e pesquisadora Fernanda Júlia – Onisajé, de Salvador (BA); pelo dramaturgo, diretor e professor Fernando Yamamoto, um dos fundadores do grupo Clowns de Shakespeare, de Natal (RN); e pelo artista e produtor cultural Tommy della Pietra, consultor de programação na Gerência de Ação Cultural do Sesc São Paulo.

Eles se debruçaram sobre cerca de 800 inscrições, compondo uma programação diversa e pertinente tanto na provocação do pensamento crítico como na construção de um panorama do que há de mais atual na cena criativa contemporânea.

“No teatro se escuta o tempo todo e com o corpo inteiro. Escutar é uma ação diária. O bom artista é aquele que tem a capacidade de escutar, de dar atenção honesta ao que é dito, mostrado, problematizado. Num período como o que estamos vivendo, com o advento de uma pandemia e a proliferação de tentativas de imposição de projetos políticos autoritários sobre a democracia, movimento favorecido pela falsa impressão de que todas as pessoas poderão ser escutados no âmbito do ‘complexo internético’, escutar de verdade é um ato de revolução”, destaca o trio de curadores.

Secretário municipal de Cultura, Pedro Ganga, que também é um dos coordenadores do evento, defende o FIT Rio Preto como um espaço de resistência. “Assim como outros festivais de teatro, o FIT Rio Preto é exemplo da força da escuta na cultura e na arte. É vitrine para o cenário teatral, reunindo produções variadas de diferentes países e regiões, que permite a troca de experiências entre artistas e público”, comenta.

As atrações deste ano

A abertura do FIT Rio Preto 2023 – no dia 20 de julho, às 20h, no Anfiteatro Nelson Castro, na Represa Municipal – fica a cargo de um grupo que tem quatro décadas de história no teatro brasileiro, o Galpão, de Belo Horizonte (MG), que traz à cidade “De tempo somos”, musical que resgata canções que fizeram parte da trilha sonora dos espetáculos de seu repertório.

Ao longo dos dez dias do FIT Rio Preto 2023, o público será provocado a exercitar a escuta para além da audição por meio de espetáculos que refletem as inúmeras possibilidades criativas da arte contemporânea. As três atrações internacionais deste ano exemplificam bem esse aspecto múltiplo da criação teatral: “work.txt”, produção do inglês Nathan Ellis em que a plateia é a protagonista da cena, trabalhando coletivamente para solucionar um problema comum; “Efectos Especiales – FX”, do coletivo argentino Krapp, que une teatro, dança e cinema para fazer o público se sentir nos bastidores de um filme de ação; e “Albano”, obra do artista português Rui Paixão, ex-Cirque du Soleil, que contemporiza a figura do palhaço.

Produções que se destacaram nas principais premiações das artes cênicas nos últimos anos estão presentes na programação do FIT Rio Preto 2023, como “Cárcere ou porque as mulheres viram búfalos”, da Companhia de Teatro Heliópolis, vencedor dos prêmios Shell (direção, música e dramaturgia) e APCA (direção e dramaturgia) em 2022; “Brenda Lee o Palácio das Princesas”, que recebeu o APCA de melhor espetáculo em 2022 e rendeu à Verónica Valenttino os prêmios Shell e Bibi Ferreira de melhor atriz; “Detetives do Espavô”, da Trupe Dunavô e Grupo Esparra, que recebeu o prêmio de melhor espetáculo de palhaçaria da APCA em 2022; e “Do que são feitas as estrelas?”, produção infantojuvenil da Aflorar Cultural que conquistou o APCA em 2022.

Duas atrizes conhecidas do grande público por seus trabalhos na televisão e no cinema, Virginia Cavendish e Ana Cecília Costa marcam presença no FIT Rio Preto 2023 com “Mary Stuart”, adaptação do texto de Friedrich Schiller (1759-1805) produzida pelo Sesi São Paulo, parceiro do festival. No palco, elas vivem, respectivamente, a rainha da Escócia Mary Stuart e a rainha da Inglaterra Elizabeth I.

Com 65 anos de história no teatro brasileiro, Renato Borghi participa do FIT Rio Preto 2023 com o espetáculo “O que nos mantém vivos?”, montagem do Teatro Promíscuo que resgata e atualiza uma peça protagonizada por ele e pela atriz Esther Góes nos anos 1970, a partir da obra do dramaturgo alemão Bertolt Brecht (1898-1956).

O teatro de Rio Preto

Coletivos rio-pretenses também se fazem presentes na programação do FIT Rio Preto 2023. A Cia. de Palhaçaria apresenta “E o palhaço, o que é?”, solo da atriz Gisele Lançoni que reverencia Maria Eliza Alves dos Reis (1909–2007), a primeira mulher negra a atuar como palhaço no Brasil. A temática circense também se faz presente em “Circo Lando – o maior espetáculo da terra”, da Cia. Fábrica de Sonhos.

Da cena rio-pretense, também se fazem presentes a Cia. Apocalíptica, que apresentará “Homem do princípio ao fim”, espetáculo baseado na obra de Millôr Fernandes (1923-2012), cujo centenário se dá neste ano; e o GAL – Grupo de Apoio à Loucura, que reivindica o lugar de fala para os corpos dissidentes em “Cabarexistência”. Já o Agrupamento Núcleo 2, do multiartista Jef Telles, leva para o canteiro central da Av. José Munia “A casa de Maria”, convidando o espectador para um tour individual utilizando seu próprio celular e fones de ouvido.

Atividades formativas

No FIT Rio Preto 2023, a programação de atividades formativas permite ao público e à classe artística local ampliar a discussão proposta pelos espetáculos em um contato mais direto com os artistas participantes. Ao todo, serão realizadas 13 atividades, entre encontros, rodas de conversas, workshops, vivências e lançamentos editoriais, ocupando espaços do Sesc Rio Preto e da Casa de Cultura Dinorath do Valle.

Com curadoria da artista e pesquisadora Renata Felinto, a programação formativa amplia o sentido da palavra escutar como verbo, prática e ação. “Após os últimos anos, nos quais movimentos da sociedade civil, minorias políticas e a intelectualidade consciente esteve engajada na garantia do lugar de fala,  cujo conceito foi aclimatado à realidade brasileira pelo livro de mesmo nome da filósofa Djamila Ribeiro, focamos agora no lugar de escuta. Afinal de contas, não se trata de ouvir o que as individualidades e coletividades têm a dizer, contudo sim de aprender e de praticar a escuta ativa objetivando contemplar ou se aproximar empática e responsavelmente de sanar anseios e aspirações que se expressam no âmbito das conversas ampliadas”, destaca a curadora.

Serviço:

Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto

Data: 20 a 29 de julho, em São José do Rio Preto

Realização: Prefeitura Municipal de Rio Preto e Sesc São Paulo

Parceria: Sesi São Paulo

Apoio institucional: Conselho Municipal de Políticas Culturais e Núcleo dos Festivais de Artes Cênicas do Brasil

Programação completa: no site fitriopreto.com.br

Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia-entrada: aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública, trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciados no Sesc e seus dependentes, classe teatral rio-pretense credenciada e participantes do Festival com crachá de identificação)

Venda online disponível: a partir de 6 de julho, às 18h, no site fitriopreto.com.br, no app Credencial Sesc SP ou no site Central de Relacionamento Digital (centralrelacionamento.sescsp.org.br) e venda presencial a partir de 7 de julho, às 18h, nas bilheterias do Sesc em todo o estado de São Paulo e na bilheteria do FIT (Biblioteca Municipal – exclusivamente no dia 7/7)

AS MAIS LIDAS