Redes Sociais

Cultura

Ex-BBB Felipe Prior é condenado a 6 anos de prisão por estupro

Decisão da Justiça se refere a crime ocorrido em 2014; denúncia foi feita em 2020

Publicado há

em

Reprodução/ Instagram

A juíza Eliana Cassales Tosi Bastos, da 7ª Vara Criminal de SP, condenou a seis anos de prisão em regime semiaberto por estupro, o ex-BBB Felipe Prior. Segundo a Justiça, o crime ocorreu em 2014, mas a denúncia foi feita somente em 2020. O caso segue em sigilo.

Segundo a decisão, Prior cometeu a violência “segurando-a pelos braços e pela cintura, além de puxar-lhe os cabelos, ocasião em que (a vítima*) pediu para ele parar, dizendo que ‘não queria manter relações sexuais'”.

No documento, a magistrada afirma que não há dúvidas de que o influenciador cometeu o crime. O prontuário médico da vítima atestou “laceração na região genital”. Como argumento, a defesa da vítima apresentou prints de mensagens entre ela e o réu, além de testemunhas.

Na época, a revista Marie Claire contribuiu com a denúncia. Segundo a revista, Maira Pinheiro, advogada da vítima, afirmou que a jovem e as advogadas foram “muito atacadas durante todo o processo” e foram submetidas a “uma defesa que lançou mão dos clichês mais misóginos”.

“Usaram fotos da vítima de biquíni para dizer que ela não teve depressão e crises de pânico, colocaram um amigo do agressor como testemunha para difamá-la e retratá-la como promíscua como forma de descredibilizá-la. A versão mentirosa do agressor é pornográfica, e felizmente não prevaleceu”, pontuou a advogada à revista. 

A decisão foi feita em primeira instância e o agressor, que já responde por ouros processos, pode recorrer à sentença em liberdade.

AS MAIS LIDAS