Redes Sociais

Cultura

Retratando mundo extremamente digitalizado, peça ‘Selvagem’ chega a RP

Apresentação acontece nesta sexta-feira (19), abordando, de maneira leve, uma realidade marcada pela vigilância intensiva

Publicado há

em

Foto: Caio Oviedo

Retratando um mundo extremamente digitalizado em que a informação vale muito, o espetáculo Selvagem, texto inédito no Brasil do dramaturgo inglês Mike Bartlett, será apresentada no Sesc Rio Preto nesta sexta-feira (19), às 21h. Dirigida por Susana Ribeiro, a montagem conta com Erika Puga, Ricardo Henrique e Rodrigo Bolzan no elenco.

A peça é inspirada no caso de Edward Snowden, o administrador de sistemas e denunciante americano responsável por vazar informações sigilosas da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, revelando como o serviço era capaz de coletar dados de pessoas de todo o mundo. A idealização é da DeSúbito Cia e da produtora Ventania Cultural.

Na trama, o protagonista Andrew (Ricardo Henrique) está confinado em um quarto de hotel após ter exposto um grande esquema de vigilância mantido por um país poderoso e recebe a visita de duas figuras insólitas que lhe oferecem proteção e parecem ser mensageiras de uma organização como WikiLeaks. No entanto, não existe uma forma de confirmar a veracidade das informações ditas por essas figuras. Suas identidades também permanecem secretas.

Sob o clima de um thriller psicológico, Bartlett aborda as consequências pessoais, éticas e políticas das revelações de Snowden, suas contradições e dilemas. Através de um jogo tenso, sombrio, e ao mesmo tempo cômico, a peça explora os perigos dos avanços tecnológicos na era digital que corroem o conceito de privacidade. Contexto em que autorizamos cada vez mais nossa própria vigilância, sem saber ao certo as consequências.

A ideia da equipe de criação foi trazer leveza para um assunto tão importante e atual. Um intenso trabalho de mesa foi realizado para lapidar o texto a fim de conferir um humor mais próximo do público brasileiro. Além disso, o grupo buscou explorar uma saída mais otimista e esperançosa.

A fim de deixar o público imerso na narrativa, o cenário se assemelha a uma espécie de tabuleiro para o jogo travado entre os personagens e a luz é quase autônoma, enquanto o som contribui para criar um clima de suspense. Alguns objetos microfonados geram uma espécie de lupa de aumento e uma sensação de constante vigilância, a partir da concepção sonora assinada por Gregory Slivar.

Serviço

Espetáculo – Selvagem

Data: 19 de abril

Horário: 21h

Local: Teatro Sesc

Ingressos: R$ 12 (credencial plena), R$ 20,00 (meia entrada) e R$ 40 (inteira)

 

 

 

AS MAIS LIDAS