Redes Sociais

Economia

Aplicativo que devolve dinheiro ao consumidor turbina vendas em RP

Startup oferece reembolso de parte do valor gasto com compras do varejo físico

Publicado há

em

Cada vez mais as empresas de ‘cashback’ – aplicativos que oferecem desconto em estabelecimentos parceiros, devolvendo parte do valor das compras para o consumidor – têm feito parte da rotina dos rio-pretenses. Recém-chegado na cidade, o aplicativo Beblue é gratuito e beneficia as duas pontas da cadeia, o consumidor e o comércio.

Com o aplicativo, disponível em IOS e Android, o consumidor recebe parte de seu dinheiro de volta a cada compra realizada em um estabelecimento comercial credenciado à rede Beblue e o comércio consegue fidelizar e trazer novos clientes, aumentando o volume de vendas. Em Rio Preto, o Beblue conta com diversos parceiros filiados. A novidade tem agradado em cheio aos clientes do Ice Creamy – Sorvete na Pedra, que tem unidade instalada desde 2015 no Riopreto Shopping. Os sorvetes de lá são receitas exclusivas feitas artesanalmente com matérias-primas importadas, rico em fibras e vitaminas, com menos gordura e 50% menos de açúcar que um sorvete tradicional.

Outros estabelecimentos na cidade como o restaurante Kurokawa, postos de gasolina Monte Carlo e Lugs também já se tornaram parceiros da startup inovadora. “Com o recente lançamento em Rio Preto, fortalecemos nossa atuação no interior do Estado de São Paulo, que é uma região estratégica para nosso negócio. Acreditamos muito no potencial econômico da cidade e temos confiança que nossa ferramenta contribuirá para fomentar, ainda mais, o consumo no varejo local, gerando valor tanto para os consumidores quanto para os comerciantes”, afirma o fundador da Beblue, Daniel Abbud.

O aplicativo é bem fácil de usar. O usuário baixa o Beblue no smartphone, cria uma conta e paga as compras nas máquinas do aplicativo, que aceitam as bandeiras Visa e Mastercard nas modalidades de débito ou crédito, que ficamnos próprios estabelecimentos. Ao final do pagamento, basta digitar o CPF na maquininha de cartão para receber de volta, imediatamente, o crédito de um percentual do valor da compra – que pode variar de 1 até 200%. Com o saldo acumulado, o consumidor poderá realizar novas compras em qualquer estabelecimento parceiro do Beblue ou até mesmo transferir parte do saldo para um amigo.

 “É muito difícil para o comerciante ter que gerir as demandas rotineiras relacionadas ao seu negócio e, ao mesmo tempo, desenvolver relacionamento e comunicação com seus clientes, atuais e potenciais. Nossa proposta é, justamente, oferecer uma solução simples e automatizada, que livre o comerciante desse trabalho. No fundo, existem apenas duas formas de ampliar as vendas: vender mais para o mesmo cliente ou vender para um novo. E isso só é possível por meio do relacionamento e da comunicação”, diz Daniel Gava, outro sócio fundador da startup. Para os usuários, o aplicativo é gratuito. Já os estabelecimentos repassam um percentual das compras para o Beblue, fundado em Ribeirão Preto e que até o fim deste ano pretende estar em operação em todos os estados brasileiros.

 

Crédito: 

AS 10 MAIS LIDAS