GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Economia

Franquias de alimentação aderem ao movimento de cozinha afetiva

O chamado conceito de comfort food é aqueça que proporciona bem-estar e sensação de acalento, resgatando lembranças felizes

O conceito de comfort food está agregado ao movimento de cozinha afetiva, que propõe despertar as emoções das pessoas através do paladar, com pratos que remetam a momentos especiais vividos por elas. A expressão comfort food significa “comida confortável”, que ao ser consumida proporciona bem-estar e sensação de acalento, resgatando lembranças felizes de ocasiões ou receitas de mãe, avó, tia ou alguém importante.

O psicólogo Rafael Fukuzava explica o motivo da consistência da tendência de consumo de comfort food ao afirmar que “Os sentimentos (emoções) e os hábitos alimentares estão ligados um ao outro. Um influencia o outro. Como seres fisiológicos e psicológicos, temos tanto a necessidade fisiológica (alimentar-se para fim de sobrevivência), quanto a necessidade psicológica (fundo emocional), alimentar-se para obter prazer ou evitar o desprazer. A comida desperta sensações/emoções e as emoções eliciam os desejos por determinado tipo de comida.”.

Devido a uma demanda cada vez maior por receitas que carreguem o conceito de comfort food, as redes de franquias do segmento de alimentação têm aderido ao movimento de cozinha afetiva e incorporado opções que condigam com ele. O estrategista Lucas Atanazio Vetorasso, explica esse processo e suas razões “São empresas com foco em compras de destino, foco na experiência de compra do cliente. Isso faz toda a diferença na fidelização do mesmo. É importante lembrar que empresas de alimentação não estão somente vendendo comida, mas sim, vendendo lembranças. Quem sai de casa para comer, está buscando passar bons momentos, conversar e, por consequência, se alimentar.”.

A frente do Grupo ATNZO, holding de marcas, Atanazio é responsável por levar ao mercado de franquias, mais de 50 empresas. Entre as marcas formatadas pelo Grupo, está a Fritos no Cone, rede especializada em finger foods, que tem a corrente de cozinha afetiva como um de seus pilares.  O mix de produtos incluiu batata no cone, iscas de frango, anéis de cebola, coxinha vulcão – receita exclusiva da marca – e as sobremesas, que são mini churros no cone, churros espanhol e coxinha doce.

A preocupação da marca com o despertar das sensações em seus consumidores foi um dos critérios utilizados para a elaboração da coxinha vulcão, cuja massa é preparada seguindo a receita da mãe de um dos sócios proprietários, Rogério Sartori, que explica que a ideia do produto surgiu da necessidade de ter algo exclusivo e ao mesmo tempo versátil, que atingisse a diversos públicos. “Utilizar receitas e segredos culinários de família confere ao produto um toque caseiro, agregando sensação de aconchego à experiência de consumo”, ressalta Sartori.

A unidade de Erechim/RS da Fritos no Cone, em funcionamento desde dezembro do ano passado e comandada por Patrícia Maffini, incorporou duas receitas exclusivas ao seu mix de produtos, ambas atendendo ao conceito de comfort food. A porção de carne, feita na chapa com molho especial, que a torna suculenta e acrescenta um toque de comida familiar. Já as iscas de peixe tem um modo de preparo diferenciado, garantindo suculência e crocancia ao mesmo tempo.

Patrícia aposta em promoções para atrair o público e comenta “atendemos muitas famílias, não somente pelo ambiente e clima aconchegante que a franquia proporciona como também pelo mix de produto que engloba receitas exclusivas e carregadas de afeto, que envolvem o público em uma atmosfera acolhedora.”.

Para manter o padrão de qualidade de seus produtos e atendimento, todos os finger foods são preparados logo após o pedido do cliente, para que cheguem à mesa ainda quentinhos e com as características propostas pela marca. Com o objetivo de manutenção do posicionamento mercadológico da rede, a Fritos no Cone oferece a todos os franqueados o suporte comercial, operacional, jurídico, de arquitetura, gestão e marketing, além de homologar os fornecedores mais próximos, facilitando a obtenção de insumos.

Por Da Redação em 14/03/2019 às 14:50
TerrasAlphaville