Economia

38% dos donos de imóveis preferem negociar direto com o cliente, aponta estudo

Estudo do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de SP apontou ainda que, em Rio Preto, os financiamentos de imóveis pela Caixa ficaram em 3ª posição

Juros altos, financiamentos imobiliários que sobem no mesmo ritmo e muitos proprietários, para não perder o negócio, decidiram parcelar o valor da venda de casas e apartamentos para os seus clientes. Em Rio Preto e região, essa modalidade vem surpreendendo e dando excelentes resultados.

 Para se ter uma ideia, em outubro, as negociações ficaram assim: Parcelamento Direto com o Proprietário (38,24%), à vista (29,41%), Financiamento com a CAIXA (26,47%), Outros Bancos (5,88%).

Os dados são de um levantamento do CRECISP - Conselho Regional de Corretores de Imóveis do estado de SP junto a 45 imobiliárias e corretores da região:  Bady Bassit , Barretos , Bebedouro , Catanduva , Fernando Prestes, Fernandópolis , Jaci, José Bonifácio, Mirassol, Nhandeara, Novo Horizonte, Olímpia, SJRP, Votuporanga.

 De acordo com o presidente do conselho, José Augusto Viana Neto, proprietários e clientes estão fazendo negócio e deixando os bancos de lado. “As taxas do crédito imobiliário muitas vezes inviabilizam a transação. Enquanto os bancos não revisarem isso, o mercado vai continuar buscando alternativas”, concluiu.

 Perfil dos Imóveis vendidos

 Na comparação entre outubro/21 e setembro/21, as vendas de casas e apartamentos na Região de SJRP caíram 13,39%%. As locações subiram 11,40%. O total de imóveis vendidos ficou dividido da seguinte forma: 60,71% para casas e 39,29% para apartamentos. Com relação ao preço médio dos imóveis vendidos, a preferência dos compradores ficou por imóveis na faixa de preço de  R$ 200 mil, com 50% do mercado. Os bairros da periferia foram os mais procurados (50%), seguidos da região Nobre (30%) e área central (20%).

Casas

Na região de SJRP, as casas mais vendidas foram as de 2 dormitórios (75%), com 1 vaga de garagem (37,50%), e área útil de, em média, entre 51 a 100 m² (62,50%).

Apartamentos

Para apartamentos, os mais vendidos foram de 2 dormitórios (50%), com 1 e 2 vagas de garagem (50% cada), e área útil de, em média, entre 51 a 100 m² (100%).

Locações

 Os novos inquilinos da Região de SJRP deram preferência à locação de casas (82,35%) a apartamentos (17,65%). A faixa de aluguel de até R$ 1.000,00 representou 66,67% do mercado.

As casas mais alugadas foram as de 2 dormitórios (66,67%), com 1 e 2 vagas de garagem (44,44% cada), e área útil de, em média, entre 51 a 100 m² (66,67%).

Os apartamentos mais alugados foram os de 2 a 4 dormitórios (99,99%), sem vagas (33,33%) ou com 2 e 3 vagas de garagem (33,33% cada), e área útil de, em média, 101 a 200 m² (66,67%).

Por Da Redação em 30/11/2021 14:45