Redes Sociais

Economia

Preço da gasolina sobe 52% em 1 ano e meio no Brasil

Pesquisa aponta preço do combustível ao redor do mundo

Publicado há

em

Mais conforto e privacidade são algumas das vantagens de quem preza se locomover pela cidade com o próprio veículo ao invés de utilizar os populares transportes públicos, mas nem tudo são flores: fora o trânsito, o valor da gasolina vem sendo um grande problema. 

Uma pesquisa realizada anualmente pela companhia internacional de dados Numbeo apontou nesta semana que o Brasil ocupa atualmente a 52ª colocação no ranking do litro da gasolina mais cara do mundo, com a população precisando desembolsar cerca de R$ 6,78 a cada 1 litro. Valor desafiador e desanimador para grande parte dos brasileiros, o litro cresce de forma exponencial nos últimos meses; e o segundo semestre do ano parece seguir no mesmo ritmo.

A plataforma de descontos Cuponation já tinha divulgado esse mesmo estudo em 2021 apontando que em janeiro do ano passado o Brasil aparecia no ranking dos 100 países com o litro de gasolina mais barata do mundo, ocupando na época a 71ª posição da lista ao cobrar cerca de R$ 4.45 pelo combustível – ou seja, o preço do litro subiu por volta de 52,35% durante um período de 1 ano e 6 meses.

Com 100 países participantes do levantamento, o território de Hong Kong é o que pertence por mais um ano no topo do ranking, com os cidadãos pagando em média R$ 14,52 pelo litro do combustível. Finlândia e Alemanha são as nações que ocupam o segundo e terceiro lugares do estudo, cobrando R$ 12,17 e R$ 11,98, respectivamente, pelo mesmo litro. 

Indo ainda mais além e filtrando esse ranking para a visualização de países da américa latina, o Brasil possui o segundo litro de gasolina mais caro do território, ficando atrás somente do Uruguai, que cobra R$ 9,47. 

AS 10 MAIS LIDAS