Redes Sociais

Economia

Crescimento médio da economia paulista para 2022 salta de 1,6% para 1,9%

Na comparação entre maio de 2022 e maio de 2021, o PIB paulista também registrou crescimento, com desempenho positivo nos setores da agropecuária, indústria e serviços

Publicado há

em

As projeções da Fundação Seade para o Produto Interno Bruto – PIB do Estado de São Paulo em 2022 saltaram de 1,6% para 1,9%, com mínima de 1,5% e máxima de 2,4%. Para efeito de comparação, as projeções atuais do PIB brasileiro apontam média de 2,0%, mínima de 1,8% e máxima de 2,1%.

“É nítida a melhora das projeções, principalmente em relação às que foram realizadas até o final do primeiro trimestre. Para tanto, tem sido fundamental o comportamento do setor de serviços, seja para o caso específico da economia paulista, seja para o conjunto nacional” comentou o Gerente de Economia da Fundação Seade, Vagner Bessa.

Apesar do cenário de desaceleração econômica, São Paulo vem registrando crescimentos sucessivos. Na comparação entre maio de 2022 e maio de 2021, o PIB paulista também registrou crescimento (2,2%), com desempenho positivo nos três setores, sendo 4,2% para a agropecuária, 0,4% para a indústria e 2,8% para os serviços. Na taxa anual, foi registrada expansão de 2,4% em maio, com destaque para o crescimento de 4,1% nos serviços e retração na agropecuária (-3,9%) e na indústria (-1,6%).

Entre os meses de abril e maio, a economia paulista apresentou variação de 0,1%, descontados os efeitos sazonais, com desempenho positivo nos serviços de 0,7% e decréscimos nos setores da agropecuária (-1,1%) e indústria (-0,3%).

Em junho, PIB+30 apresentou crescimento de 0,6%. Na comparação com junho de 2021, o PIB+30 avançou 2,0%. O PIB+30 é um indicador que permite observar as estatísticas preliminares do PIB paulista.

Emprego em recuperação

A recuperação do emprego no Estado também é destaque. A queda na taxa de desocupação, que vem apresentado recuos sucessivos atingindo 10,8% ao final do primeiro trimestre, sinaliza para taxas de um dígito ainda no primeiro semestre.

SEADE PIB: A Fundação Seade desenvolveu diferentes metodologias de cálculo do PIB (indicador que reflete a soma de todos os bens e serviços produzidos em dado período e determinada região), que permitem a análise das principais tendências da economia do Estado de SP. Este trabalho é divulgado regularmente por meio dos produtos PIB+30, PIB Mensal, PIB Trimestral e PIB Regional. Além disso, em parceria com o IBGE, o Seade calcula o PIB anual e o PIB dos municípios paulistas.

AS 10 MAIS LIDAS