Redes Sociais

Esportes

Fluminense enfrenta Boca em busca da Glória Eterna da Libertadores

Decisão da maior competição de clubes do continente começa no Maracanã às 17h

Publicado há

em

Marcelo Gonçalves/Fluminense F.C./Divulgação

Em busca do inédito título da Copa Libertadores, o Fluminense recebe o Boca Juniors (Argentina), a partir das 17h (horário de Brasília) deste sábado (4) no estádio do Maracanã.

Derrotado na única final de Libertadores que alcançou até então na história da competição (com revés de 3 a 1 na disputa de pênaltis para os equatorianos da LDU em pleno Maracanã no dia 2 de julho de 2008), o Tricolor das Laranjeiras tenta conquistar pela primeira vez a Glória Eterna da Libertadores.

Para isto, a equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz aposta tanto no bom futebol como na sua força como mandante. Em seis partidas jogando em casa, a equipe brasileira não sofreu nenhuma derrota (foram 2 empates e 4 vitórias, uma delas uma goleada de 5 a 1 sobre os argentinos do River Plate na fase de grupos).

Em entrevista coletiva concedida na última sexta-feira (3) o capitão da equipe tricolor, o zagueiro Nino, comentou a oportunidade de decidir a competição em casa: “É especial viver esse momento no Maracanã. Desde que soubemos que a final seria aqui, [estar aqui] foi um objetivo que traçamos. Ficamos muito felizes e conhecemos o campo, mas não sei se é tão determinante. Sei que teremos pessoas queridas presentes, como nossa família e torcida, o que nos enche de motivação e faz com que entremos em campo com um algo a mais”.

Neste contexto a expectativa é de que o Fluminense tente atuar valorizando a posse de bola e abusando da qualidade de seus homens de frente, que criam boas oportunidades para o artilheiro argentino Germán Cano, artilheiro isolado da atual edição da Libertadores com 12 gols. Mas a grande dúvida do torcedor tricolor está na equipe titular que o técnico Fenando Diniz mandará a campo.

“Diferente do Almirón [técnico do Boca], vocês terão que imaginar […]. A base de minha estratégia é colocar [em campo] o melhor time para cada jogo. É isso que farei amanhã [neste sábado]”, afirmou Fernando Diniz.

Pelas opções que fez até aqui na competição, o treinador pode optar tanto por uma formação com quatro jogadores de frente (Arias, Cano, John Kennedy e Keno) como pode optar pela entrada de mais um volante no lugar de John Kennedy. Desta forma, o Tricolor deve entrar em campo com: Fábio; Samuel Xavier, Nino, Felipe Melo e Marcelo; André, Martinelli (John Kennedy) e Ganso; Arias, Keno e Cano. (Com informações da Agência Brasil)

AS MAIS LIDAS