Redes Sociais

Política

Instituto Federal de Educação chegará a Rio Preto em 2018

O próximo passo depende de uma lei a ser votada na Câmara de vereadores, autorizando a cessão de uso do antigo prédio do Cefam para a instalação do campus

Publicado há

em

A Prefeitura de Rio Preto recebeu nesta semana a garantia de que o Instituto Federal de Educação terá um campus em funcionamento na cidade no começo do ano que vem. O prefeito Edinho Araújo participou de audiência com o ministro da Educação, Mendonça Filho, em Brasília, onde foi confirmada a instalação da unidade no município. Além de Edinho, participaram do encontro o deputado federal licenciado Rodrigo Garcia, atual secretário estadual da Habitação, e o diretor de Gestão, Articulação e Projetos Educacionais do FNDE, Leandro Damy.

A portaria que autoriza as atividades do Instituto Federal de Educação na cidade, já está pronta. O próximo passo depende de uma lei a ser votada na Câmara de vereadores, autorizando a cessão de uso do antigo prédio do Cefam para a instalação do campus. O prefeito Edinho informou ao ministro que há recursos na casa de R$ 1,5 milhão para as adequações necessárias no prédio. Os recursos virão de uma emenda parlamentar de autoria do próprio Edinho, apresentada no ano passado, ao orçamento da União.

“O projeto de lei será enviado à Câmara e para sua aprovação, vamos contar mais uma vez com o empenho e a colaboração dos vereadores. O Ministro está mantendo um compromisso que assumiu em Rio Preto. É importante a instalação dos cursos do Instituto na cidade para ampliar a oportunidade dos jovens da cidade e da região, de estudarem em uma universidade de qualidade, gratuitamente”, disse o prefeito Edinho Araújo.

No dia 16 de maio deste ano o reitor do IFSP, Eduardo Antônio Modena esteve na cidade para vistoriar o prédio. Já à época a cidade estava fortemente credenciada para receber as instalações do instituto, por conta da demanda e das condições estruturais que foram apresentadas.

Uma audiência pública, que deve acontecer entre setembro e outubro vai definir os cursos que serão oferecidos no campus. O IFSP é uma autarquia federal de ensino. Fundada em 1909, como Escola de Aprendizes Artífices, é reconhecida pela sociedade paulista por sua excelência no ensino público gratuito de qualidade.

O Instituto Federal de São Paulo destina 50% das vagas para os cursos técnicos e, no mínimo, 20% das vagas para os cursos de licenciatura, principalmente nas áreas de Ciências e da Matemática. Complementarmente, oferece cursos de formação inicial e continuada, tecnologias, engenharias e pós-graduação. O IFSP é organizado em diversos campus e tem mais de 40 mil alunos matriculados nas 37 unidades distribuídas pelo Estado de São Paulo.

AS 10 MAIS LIDAS