Redes Sociais

Política

Prefeitura apresenta relatório da sindicância da Emurb

Documento aponta fraude no processo de licitação para implantação do aplicativo da Área Azul digital e conclui que verba de R$ 350 mil teve parte usada em pagamento de salários

Publicado há

em

A Prefeitura de Rio Preto divulgou na tarde desta quarta-feira, dia 14, o relatório da auditoria feira para investigar irregularidades na Empresa Municipal de Urbanismo (Emurb). As investigações comprovaram fraudes no processo de implantação da Área Azul digital e confirmaram que os R$ 350 mil aprovados pela Câmara para desenvolvimento do projeto foram parar no caixa geral da empresa.

O secretário de Administração de Rio Preto, Luís Roberto Thiesi, que apresentou o relatório, afirmou que o empresário Wagner Costa, proprietário da empresa Inovare Cartuchos e Suprimentos para Informática, vencedora da licitação para desenvolver o aplicativo, participou até da elaboração do edital do processo.

De acordo com o documento, ficou também comprovada a participação de empresas de familiares do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Liszt Abdala, que a exemplo da então diretora presidente da Emurb, Vânia Pelegrini, também deixou o cargo depois dos escândalos que envolveram a empresa.

Os R$ 350 mil que foram destinados à empresa após aprovação em sessão extraordinária da Câmara, no final de dezembro do ano passado, também sofreram desvio de finalidade, e parte do dinheiro chegou a ser usado para pagamento de funcionários.

A sindicância determina que a Inovare devolva 25,8 mil aos cofres públicos, caso contrário uma ação judicial deve ser aberta. O relatório será encaminhado ao Ministério Público, para que providencias sejam tomadas. Na semana passada, a Câmara aprovou a abertura de uma CEI para investigar a Emurb e o vereador Marco Rillo (PT) vai presidir os trabalhos.

 

AS MAIS LIDAS