GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Edinho vai assinar ordem de serviço do anel viário

Obra avaliada em R$ 70 milhões vai interligar regiões periféricas desafogando área central; prazo de conclusão e agosto do ano que vem

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), deve assinar após o feriado de aniversário da cidade, a ordem de serviço para execução das obras previstas no primeiro lote do anel viário do município. O anel faz parte do plano viário local e prevê a ligação da rodovia BR-153 com a Washington Luís (SP-310), já no município de Mirassol.

Quando concluído o sistema que tem a extensão de 22 quilômetros vai integrar as regiões periféricas, desafogando as vias centrais e proporcionando maior mobilidade aos motoristas. Eles não precisarão passar pela região central para acessar determinados bairros.

Nesta primeira fase serão realizadas obras no prolongamento da avenida Belvedere perto da BR-153, construção de avenida entre a BR-153 até a avenida Danilo Galleazi, prolongamento e alargamento da avenida Marco Costantini, interligando a Vila Madalena ao conjunto habitacional Rio Preto. Ainda estão previstas intervenções entre a avenida José Prudêncio Drigo da Silva e loteamento Parque Tecnológico até a rotatória da Unip, e implantação de travessia sobre o córrego Borá.

A estimativa de custos é de até R$ 11,9 milhões e o prazo de conclusão de sete meses. “Estamos na fase de apresentação da última documentação que necessita para poder assinar o contrato e expedição da ordem de serviço”, explica o secretário de Planejamento de Rio Preto, Israel Cestari, responsável pelo projeto do anel viário.

“A maior intervenção é justamente neste lote, onde tem ponte, viaduto e é toda obra no fundo de vale”, disse o secretário municipal.  

Segundo Cestari será disparado em breve a licitação para o segundo lote que vai dar a continuidade dos trabalhos interligando a região dos condomínios a região norte. “É o lote mais caro que nós temos. Nosso preço de abertura são R$ 23 milhões”, diz.

Ainda de acordo com o secretário nesta segunda etapa “é onde vai interligar com a avenida do linhão que passa no shopping Cidade Norte, cruza toda região norte. Hoje não liga isso ai”, esclarece.

Já no começo do próximo mês, a Prefeitura avança para última etapa para abertura de licitação para obras próximas ao Residencial Palestra, na rotatória existente na região e Jardim Gabriela, para avançar até a região da Vila Toninho, fechando todo o anel viário. O prefeito Edinho Araújo (MDB) comentou sobre a complexidade do projeto. “São licitações em curso. Obedecendo as fases. Obras de galerias, pavimentação nova. O anel viário vai unir grande parte de pavimentação existente, mas que está seccionada, porque tem uma bacia, há a necessidade de uma ponte e de novas pavimentações. Então são obras que estávamos avançando.”

O anel viário de Rio Preto tem custo estimado em R$ 70 milhões e a previsão de entrega é para agosto do ano que vem, próximo ao período eleitoral. A obra está incluída no financiamento de R$ 203 milhões que a Prefeitura conseguiu do governo federal. O dinheiro está sendo aplicado em intervenções viárias, como recape de 188 quilômetros já anunciado por Edinho e de infraestrutura pela cidade.

 

Por Raphael Ferrari em 14/03/2019 às 23:59
TerrasAlphaville