GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Rio Preto terá 36 ônibus com ar-condicionado a partir do próximo mês

Número representa 15% da frota total; novo terminal na Praça Cívica também será concluído em junho

O sistema de transporte coletivo de Rio Preto vai contar com 36 ônibus adaptados com sistema de ar-condicionado a partir do próximo mês. O anúncio foi feito pela Secretaria de Transito em resposta ao questionamento feito pela reportagem da Gazeta de Rio Preto sobre promessa da Prefeitura, em janeiro, de que a partir do primeiro semestre deste ano parte da frota de 272 ônibus já contaria com o sistema.

Em nota, a Secretaria afirma que “para este ano, são 36 veículos. Para o próximo ano, novos veículos terão o ar-condicionado, em número ainda a ser calculado, de acordo com a renovação da frota”, diz no documento. Os 36 veículos adaptados com sistema de refrigeração representam15% da frota total. Após anunciar no início do ano reajuste de 6,4% no preço da tarifa do transporte, elevando de R$ 3,10 para R$ 3,30 o preço da passagem, o prefeito Edinho Araújo (MDB) garantiu melhorias no serviço, em especial o sistema de ar-condicionado nos ônibus, uma das promessas de campanha. A Secretaria Municipal de Trânsito vai determinar quais linhas existe maior fluxo. Neste primeiro momento estes itinerários é que vão receber os ônibus com ar-condicionado.

A Prefeitura não divulgou quando todos os ônibus contarão com o sistema de refrigeração. Segundo a pasta, “as empresas precisam oferecer veículos com, no máximo 10 anos de uso, e 5 anos de uso na média total da frota, de acordo com o que diz o contrato de concessão”, afirma em nota.

As empresas Circular Santa Luzia e Expresso Itamaraty, que detém o contrato de exploração do serviço, são obrigadas a adquirir ônibus novos todos os anos, agora com ar-condicionado no interior dos veículos. O sistema de ar-condicionado nos ônibus será a segunda novidade aos usuários. Desde novembro do ano passado, todos os ônibus do transporte público rio-pretense oferecem Wi-fi gratuito aos passageiros.

Os aparelhos instalados nos veículos têm capacidade de 20 gigabytes (GB), o que possibilita o acesso de até 70 celulares ao mesmo tempo, com uma velocidade de 28.18 megabits.

 

Terminal na Praça Cívica

Assim como os ônibus com ar-condicionado, a Prefeitura de Rio Preto anunciou que o novo terminal de transporte coletivo, em construção na Praça Cívica, também será concluído no próximo mês. A obra foi iniciada em novembro de 2015 ainda no governo do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB) com custo de R$ 47,7 milhões. Atualmente, o valor supera os R$ 64,2 milhões, ou seja, R$ 16,5 milhões a mais em relação ao orçamento inicial. Já foram concedidos cerca de R$ 9,3 milhões em aditivos e outros R$ 7,5 milhões em reajustes contratuais.

O contrato inicial estabelecia a entrega da obra até o fim de 2016. Para justificar os reajustes nos valores, o município sustenta que em 2015 foram identificados problemas no projeto, como falta de rede elétrica e adutora de abastecimento de água no local do novo terminal.

Uma das falhas detectadas pelo atual governo foi a falta de previsão no projeto sobre como os ônibus da região sul acessariam o novo terminal. Foi contratado um estudo para garantir que o viaduto Abreu Sodré suporte os ônibus que chegarão ao novo terminal pela avenida Andaló. O trafego de veículos no viaduto chegou a ser limitado recentemente e será preciso realizar obras de reforço na estrutura para suportar a quantidade de ônibus que circularão pelo local após a inauguração do novo terminal urbano. Quando assumiu a Prefeitura em janeiro de 2017, o prefeito Edinho fez duras críticas na decisão de Valdomiro de escolher a Praça Cívica, para construir o terminal. O ex-prefeito decidiu fazer o terminal, que ele batizou de “Estação Central Parque”, para aproveitar verba federal do Programa de Mobilidade Urbana. Mesmo com a conclusão da obra física, ainda não há uma data para inauguração do novo terminal para os usuários do transporte coletivo.

Por ZRaphael Ferrari em 16/05/2019 às 23:59
TerrasAlphaville