GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Política

Edinho entrega novo Terminal e nega ação política ao não convidar o ex-prefeito Valdomiro Lopes

Começa a operar às cinco horas do sábado, dia 30 de novembro, e o final de semana vai servir de adaptação para receber até 75 mil pessoas dia a partir de segunda-feira, dia 2 de dezembro

O novo Terminal de Ônibus Urbano de Rio Preto começa a operar e a receber os passageiros a partir das 5h da manhã do dia 30 de novembro, sábado. A informação foi dada na sexta-feira, dia 29, durante entrevista coletiva pelo prefeito Edinho Araújo, MDB. Segundo ele, ela começa receber 45 mil pessoas e passa a operar com toda a capacidade segunda-feira, dia 2 de dezembro. Edinho disse que a obra não está sendo inaugurada e sim entregue à população através do anuncio feito em uma entrevista coletiva à imprensa da cidade. 

Ele negou que a falta de convite ao ex-prefeito Valdomiro Lopes da Silva Júnior, PSB, que começou a obra, fosse política ou que seja por causa da eleição do ano que vem. Valdomiro é um dos possíveis candidatos ao cargo que Edinho ocupa e para o qual o atual prefeito deve disputar a reeleição.  Relatou apenas que não se trata de convidar ninguém porque não é uma inauguração, mas apenas um comunicado através da imprensa de que o Terminal está entrando em operação. Revelou que, quando o presidente da República estiver em Rio Preto talvez o convide e faça uma inauguração oficial.  

Edinho disse que a obra é suntuosa e que deve seguir o padrão de limpeza e de segurança existente na cidade e pela qual ela é conhecida. Lembrou que as aproximadamente 80 câmeras do local farão a segurança interna e que na área externa a responsabilidade é da Polícia Militar. “São muitas entradas e mais de 20 mil metros quadrados construídos” e por isso a Emurb, que vai administrar o novo espaço, vai ter que ter a expertise que ela cobra para manter o local seguro e limpo. O terminal vai funcionar entre 5h e 24h. São 5h para reparos e limpeza.

O prefeito negou que o atraso na obra foi porque ela foi iniciada pelo ex-prefeito Valdomiro Lopes. Disse que fez a opção de não paralisar nenhuma obra que recebeu em andamento porque a pior obra é a paralisada. Revelou que quando deixou a prefeitura em 2008 deixou 37 obras em andamento. As alterações que ainda precisam ser realizadas na região devem começar com a reforma da Biblioteca Municipal e a reforma do viaduto Abreu Sodré. Ele confirmou o que será feito no viaduto, que liga as Avenidas Alberto Andaló e a Philadelpho Gouveia Neto adiantadas pela Gazeta. Ele será aumentado em 10 metros de largura (cinco de cada lado), vai receber uma alça para a Rua Prudente de Moraes para a saída do tráfego para a região central e uma rotatória ao lado do Palácio das Águas. O Abreu Sodré é alguns pilares do próprio Terminal sofreram alterações porque estavam sobre emissários de esgoto e isso também será revisto. 

O prefeito revelou que o FIT (Festival Internacional de teatro) vai usar o espaço de deck superior onde foram plantadas aproximadamente 200 novas árvores de pequeno e médio porte e que a obra começou em 2015 com previsão de ser concluída em 2016, mas acabou atrasando em três anos, sofreu mudanças e o preço original de R$ 47 milhões terminou em R$ 64 milhões. Recebeu três aditivos no valor de R$ 7 milhões e mais R$ 9 milhões em obras que não estavam previstas originalmente.

Ele negou que a suspensão dos novos corredores de ônibus (um total de 21 trechos em dezenas de ruas e Avenidas) vão provocar problemas no trânsito. Disse que transferiu a data da entrada em funcionamento de 2 de dezembro para seis de janeiro por causa das festas e vendas de final de ano. Ruas a Avenidas onde são os corredores vão perder a área de estacionamento. O pedido foi feito pelo vereador Paulo Pauléra, do PP e anunciado dia 28 de novembro, como registrou a gazeta de Rio Preto.  

Além do Abre Sodré, o próximo prédio a sofrer intervenção naquela região, serão da Biblioteca Municipal.

Por Rubens Celso Cri em 29/11/2019 às 21:00
TerrasAlphaville