Política

Confira os bastidores da política desta sexta-feira, dia 18 de março

O jornalista Rubens Celso Cri traz na coluna Giro Político as principais notícias de Rio Preto e do Brasil

A surpresa

Semana passada esta coluna listou possíveis agrupamentos que vão disputar eleição municipal deste ano. E lembrou que muitos candidatos ficarão pelo caminho. Alguns desistirão, outros farão coligações e poderão ser pré-candidatos a vice. E que, provavelmente, teríamos alguma surpresa.

Coronel Helena

Na segunda-feira, o presidente do diretório municipal do Partido Republicano de Rio Preto, ex PRP (Partido Republicano Progressista), ligado a Igreja Universal do Reino de Deus, Diego Polachini, anunciou  a filiação da Coronel Helena, que foi para a reserva. Ela não disse que é pré-candidata a prefeitura. Mas tem vários trunfos a seu favor.

Espontânea

Coronel Helena construiu uma grande carreira graças aos seus esforços e o mais importante: é citada em pesquisas espontâneas, sem qualquer imposição de nomes. Isso não é para qualquer um. Principalmente, para uma mulher que nunca militou em partido político. 

Rasteira

Espera-se que ela não seja usada como moeda de troca em futuras negociações de seu partido. Pode acabar como vice de algum grupo político que tem força para impor a cabeça de chapa numa negociação.

Tem a Câmara

Coronel Helena pode disputar o cargo de vereadora e bagunçar ainda mais o resultado da eleição para a Câmara. O Republicano já tem a vereadora Karina Carolina.

Valdomiro põe a cara

Outro ator político importante dos últimos 20 anos na cidade e que ainda não colocou as cartas na mesa é o ex-prefeito Valdomiro Lopes da Silva, PSB. Embora ele esteja condenado e, legalmente, não poder concorrer, Valdomiro pode superar essa situação com uma liminar.

Valdomiro, na esquerda

Valdomiro não se apresenta, mas joga. Trama uma dobradinha com o PDT de Carlos Arnaldo. No programa e no discurso, PSB e PDT são partidos de esquerda. Mas o único lugar no Brasil em que eles têm gente de esquerda mesmo, só em Pernambuco, terra de Miguel Arraes. Lá fecham até com o PT. Mas Carlos Arnaldo e Valdomiro não cabem nesse figurino.

Três no MDB

Semana passada os vereadores Luiz Antônio Peixão e Cláudia de Giuli assinaram ficha no MDB. O partido se fortalece e tem hoje três vereadores. Os dois e Jean Charles Serbeto.

Dornelas e a legenda

Jorge Menezes saiu do PDT, mas ainda não assinou no PSD, como prometeu. Dornelas continua sua cruzada em busca de uma legenda para disputar a eleição de deputado em 2022. Quem lhe garantir, leva o passe. 

 

Por Rubens Celso Cri em 18/03/2020 17:30
TerrasAlphaville