Política

Câmara de Rio Preto passa a realizar sessões remotas a partir de terça-feira

A decisão foi de um ato tomado pela Mesa Diretora integrada pelo presidente, vice e secretários

A partir de terça-feira, dia 7 de julho, a Câmara Municipal passa a ter sessões remotas. A informação é do presidente Paulo Pauléra, PP. A medida faz parte dos esforços para evitar a propagação do coronavírus e preservar a saúde dos vereadores e dos servidores. A decisão é da Mesa Diretora da Câmara Municipal.

Segundo Paulo Pauléra, a Câmara atende ao decreto municipal que aplicou o míni-lockdown de domingo às terças-feiras e estendeu a quarentena até o dia 14 deste mês. Num primeiro momento, as sessões remotas valem para as próximas terças-feiras, dias 7 e 14 e julho. Caso a Prefeitura renove o míni-lockdown elas poderão ser estendidas.

"Tomamos essa medida não só para adequar à Câmara aos decretos estadual e municipal, mas também para garantir a integridade de vereadores, assessores e servidores que trabalham durante as sessões", disse Pauléra, que editou Ato da Mesa Diretora com apoio dos demais integrantes da Mesa.

Segundo a assessoria de imprensa, a Câmara vem construindo uma tecnologia na qual é possível sessões remotas e que ao mesmo tempo possibilitem a transmissão das sessões pela TV Câmara. Foram adotadas medidas como, o trabalho remoto por rodízio por parte dos funcionários, um modelo para a entrada dos munícipes no prédio e a disponibilização de álcool em gel, além da obrigatoriedade do uso de máscaras e aferição da temperatura de todos que entram no prédio.

Por Rubens Celso Cri em 03/07/2020 17:07