Garcia e Edinho elogiam governo Doria e dizem que posição foi pessoal

Garcia lembrou que o ex-governador lutou por milhões com a vacina; Edinho disse que foi decisão partidária

Após a renúncia do ex-governador de São Paulo, de sua pré-candidatura à Presidência da República pelo PSDB, poucas vozes do partido e de aliados foram ouvidas. Alaram até aqui, o atual governador Rodrigo Garcia e o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB).

O atual governador do estado e candidato a própria reeleição, Rodrigo Garcia disse, via tweet, que “João Doria demonstra serenidade e desprendimento com a decisão. Ele fez algo similar pelos brasileiros quando lutou de forma ativa para garantir a vacina que salvou milhões de vidas. Seu gesto vai ajudar o país a encontrar o caminho da paz, diálogo e superação”.

O prefeito Edinho Araújo, em nota, afirmou que “João Dória teve o meu apoio e a minha simpatia pela candidatura a presidente da República. Mesmo vencedor das prévias do PSDB, a cúpula do Partido, mesmo com tanta antecedência das eleições, se baseou em números atuais das pesquisas. Apostava no crescimento dos índices com a aproximação do pleito. Ao desistir da pré-campanha, Dória teve um gesto de grandeza. O ex-governador teve e terá sempre a minha simpatia e gratidão pelo que fez como governador por São José do Rio Preto e pelo Estado de São Paulo”. 

O vereador Renato Pupo, pré-candidato a deputado estadual pelo partido, disse que recebeu a informação “com naturalidade, porque a gente está acompanhando já há algumas semanas tudo o que vem acontecendo. Ele é um homem de muito persistente, de muita fibra e qualquer que fosse a decisão dele não seria surpresa para mim”. 

O vereador tucano disse que não se surpreenderia ser Dória continuasse na luta: “não me surpreenderia, pelo pouco que conheço dele, mas com essa decisão, que era a mais esperada pela maioria, por tudo o que vem acontecendo, eu recebo com naturalidade também”. E disse que vai acompanhar o partido quando ele definir o seu apoio a um candidato à presidência República. “O que o partido decidir eu vou acatar”, afirmou. 

Seus apoiadores na região, ainda não se pronunciaram. Aguarda-se a qualquer momento a posição de Marco Vinholi, Carlão Pignatari e Manoel de Oliveira, presidente do diretório municipal do PSDB e Rio Preto, ainda não se pronunciaram.

O deputado federal Itamar Borges (MDB) ficou de emitir uma nota. Por enquanto, não se posicionou. O empresário Luciano Hang, seu adversário, disse apenas “fique em casa”, numa referência ao bordão do ex-governador durante a pandemia de Covid 19.

O presidente nacional da sigla, deputado Bruno Araújo, disse que Dória pode ser candidato à vice-presidência na capa de Simone Tebet (MDB) ou ao senador pelo estado de São Paulo.

Por Rubens Celso Cri em 23/05/2022 15:36