Redes Sociais

Política

Confira os bastidores da política desta sexta-feira, dia 29 de julho

O jornalista Rubens Celso Cri traz na coluna Giro Político as principais notícias da política

Publicado há

em

Expectativa

Ao que tudo indica, uma ação que espera julgamento desde 2019, deve receber a sentença final. Corre desde 2019 uma ação que pede o cancelamento da assembleia que elegeu o Conselho Deliberativo do Rio Preto Esporte Clube realizada no apagar das luzes de 2018. Exatamente no dia 31 de dezembro. Ele elegeu o Conselho, que elegeu a diretoria. Cerca de 40 sócios pediram a anulação.

Ilegal

Ilegal

Os sócios que entraram na Justiça alegam que a assembleia não foi convocada segundo o rito legal e não respeitou o Estatuto Social. Os sócios se assustaram ao descobrirem pela imprensa. Desde então, eles tentam anular a assembleia. O presidente do Conselho eleito naquele dia, Itamar Malvezzi, e o presidente do clube eleito pelo Conselho, José Eduardo Rodrigues, pediram a suspeição do juiz Lincoln Cisconi, da 5ª Vara Cível de Rio Preto, no Tribunal de Justiça, duas vezes. Perderam.

 Segunda

Para dar ares de legalidade, Malvezzi e José Eduardo realizaram uma segunda assembleia. Com ela, pediram a extinção do processo. Perderam duas vezes. Um desembargador do TJ sugeriu que a segunda assembleia foi chamada pelos eleitos na primeira, que pode ter sido realizada ilegalmente. Por isso, recusou até julgar o mérito das apelações da atual direção.

 Baile

Na última terça-feira (26) o TJ colocou fim na tática de empurrar com a barriga com recursos para protelar a decisão final, rejeitando o último agravo de instrumento impetrado por Malvezzi. Com isso, a ação está liberada para ser julgada. Para se ter a noção das tentativas de procrastinar a decisão, José Eduardo e Malvezzi driblaram os oficiais de Justiça para não serem citados, dois anos e pediram a saída do juiz de Rio Preto do caso duas vezes. Perdem duas vezes. Desde 2019, José Eduardo se mantém na presidência, com uma liminar.

 A aí?

Se perderem a ação, todos os atos tomados pela atual diretoria, serão nulos. A extinção de 700 sócios remidos e uma história que o grupo acha que está mal explicada: os 80 mil euros que o Rio Preto recebeu pela venda do Romarinho pelo Corinthians a um clube no Catar. O clube depositou o dinheiro, ficou dormindo quase dois anos numa conta da Caixa e ninguém foi retirar. A Caixa devolveu o dinheiro do clube do Catar e agora foi sentenciada a devolver o dinheiro ao Rio Preto. Quase R$ 400 mil. Tem gente do grupo que acha que a história está mal explicada.

 Despejo

A Procuradoria Geral do Município (PGM) da Prefeitura entrou com um agravo de instrumento para obrigar o Rio Preto Esporte Clube e a Construtora Rio Mauá a desocupar a área pública invadida pela empresa e pelo clube. A área foi invadida pela Construtora com a autorização do Rio Preto. Foi cercada e feita de canteiro de obras. Detectado o problema, tanto a empresa quanto o clube, não cumpriram o pedido de reintegração de posse. A área se mantém cercada com alambrado. O pedido de liminar é para que a área seja desocupada imediatamente.

Secretário?

Um dos candidatos mais preparados para assumir uma vaga na Câmara dos Deputados por Rio Preto desistiu da candidatura. Eleuses Paiva (PSD) decidiu abandonar para se dedicar ao Plano de Governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) ao governo do estado de São Paulo, para a área da Saúde. Se Tarcisio for eleito, Eleuses cabe como uma luva no posto de secretário estadual de Saúde. Médico, conhece os problemas dos dois sistemas. O público (SUS) e o suplementar (particular). Na verdade, já circula no pequeno grande universo político local que a desistência foi feita após promessa de que, eleito Tarcísio, Eleuses será o novo Secretário Estadual de Saúde.

 Brasil

A Polícia Civil arquivou o inquérito que apurava quem são os responsáveis pelos tiros que foram disparados contra a residência do vereador Bruno Moura (PSDB) por falta de provas. Indignado, Moura publicou nas redes sociais: “Infelizmente, essa é a Justiça nos dias de hoje. O crime acaba compensando porque os bandidos sempre saem impune, mas tenho é que aquele que me protege não dorme e que aqueles que colocaram minha filha e minha esposa em risco irão pagar pelos crimes cometidos”. Como se vê, não acontece só com a dona Maria. O próprio presidente da República quer saber até hoje quem mandou dar a facada.

Rumos

Muita coisa mudou no PSDB desde quando o partido abriu um processo de expulsão do vereador Bruno Moura. O autor do pedido contra Moura foi o presidente da Assembleia Legislativa Paulista, Carlão Pignatari. Só não mudou a posição de Bruno Moura. Numa votação secreta que decidiu homenagear Carlão, Moura votou contra. É preciso saber se quem votou a favor conhece a história do moço de Votuporanga. 

O bisturi, a eleição e a pandemia

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, veio a Rio Preto, se reuniu com secretários e coordenadores de Saúde de 15 cidades, para descobrir porque o mutirão para acabar com a fila das cirurgias eletivas, patina no Noroeste Paulista. Mesmo pagando o dobro da tabela SUS, congelada há séculos, os gestores não conseguem cumprir a meta. Refinado, ele fez uma cobrança para que o programa avance na região Noroeste. Ao mesmo tempo, os secretários de Saúde alegaram que são muitas cirurgias reprimidas devido à pandemia. Os interesses dos grupos médicos de todas as cidades da região são tantos e tão fortes que não se consegue saber exatamente o que acontece. Bem, Gorinchteyn quer eleger Garcia e o mutirão tem que fazer um rapa até outubro.   

Vanguarda

Na próxima segunda, dia 1º de agosto, às 10h, a Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp) lança o seu Centro de Estudos Econômicos. A Acirp vai lançar cinco indicadores econômicos no formato Business Intelligence (BI) e boletins com estudos inéditos dos cenários econômicos. Vai ser no salão nobre da entidade e o presidente Kelvin Kaiser convida empresários, políticos e empreendedores para o evento.  

Influencer

Após receber um grupo de moradores que foi ao Ministério Público pedir a intervenção do órgão para impedir o fechamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Felicidade, o promotor da Saúde, Gilberto Romani, foi ao local para descobrir quais as dificuldades para o deslocamento das pessoas do Felicidade até a nova UBS do Solidariedade. Descobriu que tem um ônibus que faz o trajeto de ida e volta entre as duas UBSs e que a nova tem uma estrutura bem melhor. Ele fez um vídeo e postou nas redes sociais. Um analógico que domina a tecnologia da informação. Pode ter um canal no YouTube.     

Rebelo

Winnitu Tozadore, candidato a deputado estadual pelo PDT de Rio Preto, anuncia a vinda do deputado federal Aldo Rebelo, do mesmo partido, na cidade. O ex-presidente da Câmara dos Deputados, ainda não confirmou a data, que deve ser informada na segunda-feira. 

 

AS 10 MAIS LIDAS