Redes Sociais

Política

Confira os bastidores da política desta sexta-feira, dia 12 de janeiro

Jornalista Bia Menegildo traz as principais notícias do poder regional

Publicado há

em

Inovações tecnológicas

Não é novidade que as redes sociais viraram palanque eleitoral. Também não são raras as tretas que por lá ocorrem. A grande inovação do momento tem sido os chamados “vídeos prints”. A ferramenta possibilita a divulgação de capturas de telas em formato de vídeos que reproduzem os áudios enviados e recebidos. Os aplicativos estão disponíveis há tempos, mas as tretas começaram a surgir de forma não tão discreta bem no ano eleitoral.

O começo de tudo

A discussão inicial se deu por causa de um vídeo publicado pelo pré-candidato a vereador pelo Republicanos, Lupércio Euzébio, dizendo que 13 vereadores são culpados pela renovação da concessão do transporte público e as consequências, como a precarização do serviço, o aumento da tarifa e a diminuição do número de linhas. Nesta conta, foi incluído Robson Ricci (Republicanos). O vereador afirma que apenas seguiu orientações do partido, vindas diretamente do presidente da legenda.

Seguindo ordens

Ricci acabou se abstendo da votação do Projeto de Lei que autorizou o Executivo a renovar o contrato de concessão do transporte público com as empresas do Consórcio RioPreTrans. Na época, a justificativa do vereador foi a CPI dos Transportes, presidida por ele, que investigava possíveis falhas na prevenção da Covid-19 nos ônibus. A comissão mirou na pandemia, mas também aproveitou para cutucar o contrato. No entanto, não prosperou nas apurações.

Piscou, perdeu!

Nesta semana, uma nova treta nas redes sociais expôs áudios do presidente municipal do Republicanos, Diego Polachini, instruindo Ricci a se abster durante a votação do Projeto. A discussão foi nos comentários de uma postagem, novamente de Lupércio Euzébio, cantando “Parabéns” para a demora na duplicação da Estrada Municipal Valdomiro Lopes da Silva. O pré-candidato estava com um bolo e refrigerante. Defensores de Ricci foram para o embate e logo depois os comentários foram apagados, mas não sem o próprio vereador participar.

Justificativas

Para provar que as orientações partiram do presidente da legenda, Ricci publicou um vídeo print no qual é possível ouvir um áudio de Polachini dizendo qual a justificativa que o vereador iria falar no plenário: “Robson, está muito formal. Não vai nesta linha. O advogado tem que combinar com o político. Não precisa dar toda essa explicação técnica. Vai por mim. Acredita no que eu estou falando. Eu tenho experiência nesse negócio”. Na sequência, Polachini diz exatamente como Ricci deve justificar.

Caso de polícia

O deputado estadual Itamar Borges (MDB) procurou a Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência e pedir a investigação da divulgação de um vídeo que ressurgiu nas redes sociais ligando o parlamentar a uma quadrilha de narcotraficantes libaneses radicada em São Paulo. A expectativa era de que o caso fosse investigado por uma delegacia especializada da capital paulista, mas o registro foi encaminhado para o 1º Departamento de Polícia de Rio Preto.

Está escrito

A ideia era de que o registro permanecesse em sigilo, mas não foi isso que aconteceu. No boletim de ocorrência, consta que o deputado afirmou ao delegado Vitor Franchini Luna, responsável pelo registro, que será candidato a prefeito. Esta é a primeira vez que Itamar fala abertamente sobre concorrer à Prefeitura de Rio Preto. O deputado tem mantido a postura de pré-candidato e tem se recusado a falar abertamente sobre a candidatura, apesar de todos terem a certeza de que ele tem o apoio do correligionário Edinho Araújo.

Ataques

Itamar tem sido alvo constante do vereador João Paulo Rillo (PSOL) e não foi diferente na posse dos conselheiros tutelares eleitos, que foi realizada na quarta-feira (10). O vereador disse em alto e bom som: “Isso é posse de um Conselho. Isso não pode virar um palanque de um candidato. Tem que respeitar os conselhos”. A fala foi captada pelos microfones e os telespectadores que assistiam ao evento pela TV Câmara puderam ouvir claramente. Rillo saiu sem usar o microfone do plenário.

Visita

No início do último ano de mandato, Edinho fez uma visita ao presidente do Legislativo, Paulo Pauléra (Progressistas). Na verdade, a passadinha pelo gabinete foi no mesmo da em que o prefeito participou de um programa na TV Câmara. A conversa foi pautada por prioridades na relação entre Executivo e Legislativo. Edinho cobrou que a Câmara dê prioridade aos projetos importantes como o que autoriza a implantação do sistema 5G. Os vereadores rejeitaram o texto, no ano passado, mas o prefeito prometeu apresentar outro. Resta saber o que vai sobrar de base na casa.

Plano B

Como o setor de protocolos ainda está fechado, devido ao recesso parlamentar, o texto ainda não chegou nas mãos dos vereadores. A expectativa é de que o projeto tramite de forma mais célere nesta segunda vez. Para garantir que a Câmara aprove as novas regras, Edinho pode chamar de volta os vereadores licenciados para a votação. Fábio Marcondes (PL), Claudia de Giuli (MDB) e Jean Charles (MDB) foram fiéis escudeiros de Edinho e bem menos rebeldes que os atuais suplentes, dizem.

Estratégia da esquerda

Depois de uma ala do PT tentar cooptar o advogado Marcelo Henrique, chegou a vez do PV seguir o mesmo caminho. As legendas, que estão federadas, precisam andar juntas, mas estão em rota de colisão faz um tempo. O objetivo é que o ex-presidente da OAB, que já disputou a Prefeitura de Rio Preto pelo PSOL, se interesse em ser candidato a prefeito de novo. Por mais que o ressurgimento do nome de Marcelo Henrique tenha causado um novo reboliço na esquerda, o advogado não saiu ainda de cima do muro.

Vai ter festa

Que Pedro Roberto (sem partido) deve se filiar no Republicanos, todos estão sabendo. O que falta é uma “festa à altura”. O vereador, que já pediu desfiliação do PRD, ex-Patriota, espera o momento certo para assinar a carta de filiação no partido de direita. A expectativa é que Pedro Roberto formalize a mudança em um evento com a presença do nacional do Republicanos, o deputado federal Marcos Pereira. Todo o movimento será para marcar a nova cara do partido para as eleições.

Pesquisas internas

Corre pelos bastidores uma história de que uma pesquisa, que teria sido encomendada por um grupo de empresários de Rio Preto, trouxe o Itamar Borges como o nome com maior crescimento em intenção de votos para as próximas eleições. Como o levantamento foi feito ainda no ano passado, não há registros oficiais. Porém, dizem que foi exigido que se colocasse o nome de Danilo Campetti, filiado ao Republicanos, no cenário estimulado, como um possível pré-candidato. O resultado não foi divulgado.

Livro

Nesta sexta-feira (12), o auditório do Hospital Bezerra de Menezes vai receber o jornalista Emílio Kerber. O evento, marcado para começar às 18h, será para o lançamento do livro “Por trás das grades – O diário de Anne Brasil”. A divulgação está sendo feita por meio das redes sociais dizendo que o livro é um “testemunho angustiante de uma jovem que se tornou presa política no trágico 08 de janeiro de 2023”. O texto de divulgação ainda traz que Anne Brasil é uma “cristã, patriota e conservadora”. Alexandre Pitolli também deve marcar presença.

AS MAIS LIDAS