Redes Sociais

Saúde

HB é o primeiro do Brasil a disponibilizar exames de imagens em smartphones e tablets

Em Rio Preto, Hospital de Base emprega tecnologia de ponta para salvar vidas. Instituição de saúde é a primeira do país a implantar inovador sistema tecnológico em todas as suas instalações. Sistemas parecidos existem em outros hospitais, mas com abrangência apenas parcial

Publicado há

em

A tecnologia vem se tornando uma grande aliada da saúde, quando o assunto é salvar vidas. Prova disso é que no Hospital de Base de Rio Preto os médicos podem até fazer avaliações de quadros clínicos antes mesmo de ter o primeiro contato com o paciente. Ou podem ainda tomar decisões sobre qual procedimento adotar quando ainda estão a caminho do centro cirúrgico. Não há dúvidas do quanto essa tecnologia garante mais agilidade no atendimento médico. Tudo isso é possível por que o complexo hospitalar é o primeiro do país a implantar em todas as suas instalações, um sistema tecnológico – uma nuvem de dados – que permite aos médicos o acesso às imagens digitais de raios X, tomografia, ressonância magnética, medicina nuclear, hemodinâmica, mamografia e ultrassons radiológicos, obstétrico e fetal, por meio de um smartphone, tablet ou até em computador, não importando o local em que esteja no complexo hospitalar.

“Como referência na área da saúde, a Funfarme busca sempre dispor da mais alta tecnologia para oferecer o melhor à população. Dispomos da internet de alta velocidade e aplicativos que nos possibilitam dar uma resposta mais rápida ao paciente. O tempo é precioso quando se trata do bem-estar e das vidas das pessoas”, afirma o nefrologista e diretor executivo da Funfarme, Horácio José Ramalho.

No complexo que reúne o Hospital de Base, Hospital da Criança e Maternidade, Ambulatório Geral de Especialidades, Hemocentro e o Instituto Lucy Montoro, os médicos precisam vencer distâncias para chegar aos pacientes. Ter o diagnóstico por imagem em mãos, portanto, é fundamental, como relata o médico residente da ortopedia Luiz Felipe Alberte Derroidi. “Já se tornou comum eu acessar um raio X ou ressonância enquanto estou no elevador, a caminho de onde está o paciente. É muito mais rápido”.

O HB atende diariamente várias vítimas de acidentes de trânsito e de trabalho, entre outras ocorrências. De acordo com o chefe da emergência e médico cirurgião, Paulo Spada, ter o resultado do exame de imagem imediatamente faz toda a diferença. “Além do acesso imediato, temos um aparelho de raios X portátil, conectado via wi-fi, que permite vermos as imagens já no momento em que o paciente está sendo submetido ao exame, permitindo a nós decidir logo como agir”, afirma Spada.

Avaliação detalhada

Por meio do aplicativo, é possível fazer uma avaliação precisa do órgão, ou osso analisado, pois é possível girar a imagem em 360 graus, dando visão bem detalhada.  No exame de tomografia computadorizada, por exemplo, o programa informa até mesmo o perímetro e a densidade do órgão.

Como cada exame resulta em várias imagens, o médico pode decidir quantos registros quer na tela de seu dispositivo. Outro recurso disponível é a comparações com exames anteriores. “É fantástico poder recorrer a vários outros casos clínicos semelhantes ao que está em minhas mãos, o que nos ajuda muito a ter um diagnóstico mais seguro”, afirma o residente Erlon Menezes.

AS 10 MAIS LIDAS