GAZETA DIGITAL ISSUU - Gazeta de Rio PretoISSUU - Gazeta de Rio Preto

Saúde

Rio Preto adere ao Previne Brasil

O programa foi instituído por meio da Portaria nº 2.979, de 12 de novembro de 2019, do Ministério da Saúde, que estabelece novas diretrizes para o financiamento da Atenção Básica

Rio Preto aderiu ao Programa Previne Brasil, que estabelece um novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde. O programa foi instituído por meio da Portaria nº 2.979, de 12 de novembro de 2019, do Ministério da Saúde, que estabelece novas diretrizes para o financiamento da Atenção Básica.

Uma delas – a de capitação moderada – considera o quantitativo da população cadastrada no ESUS – o sistema nacional do SUS – e, por isso, o cadastro de munícipes torna-se fundamental para a obtenção do financiamento. Os cadastros são realizados pelos agentes de saúde, que visitam as residências de segunda a sábado, para coletar dados da população.

"Temos de cadastrar toda a população de Rio Preto. Para isso estamos com várias iniciativas de acesso às famílias, em especial aquelas cujos membros trabalhem em tempo integral”, explica a gerente da Estratégia de Saúde da Família, Paula Sodré.

Uma das alternativas encontradas para cadastrar as famílias que trabalhem em período integral é o trabalho noturno dos agentes. "Ainda assim, estamos com dificuldades porque infelizmente alguns moradores não abrem a porta. Precisamos que a população colabore, pois o SUS não consiste apenas em consultas médicas, mas também no controle de vetores ou na água que bebemos", reforça Sodré.

 O preenchimento do cadastro é simples e rápido. Duas fichas devem ser preenchidas:

- Ficha de cadastro domiciliar: solicita dados como as condições de moradia, tipo de domicílio, abastecimento de água, entre outros.

- Ficha de cadastro individual: solicita dados como renda familiar, ocupação, escolaridade, problemas de saúde, religião, meio de transporte utilizado, entre outros.

Além disso, os agentes coletam número do CPF, número do cartão nacional do SUS, telefone e celular. É importante ressaltar que os agentes não solicitam ao morador dados bancários.

Os agentes de saúde atuam em duplas e estão sempre uniformizados, com crachá de identificação, calça azul marinho e camiseta azul clara, com logotipo da Prefeitura. Qualquer dúvida em relação à identidade do agente poderá ser esclarecida pelo telefone gratuito da Ouvidoria de Saúde – 0800 770 5870.

Cerca de 50% dos moradores de Rio Preto já foram cadastrados. O prazo para a finalização é abril deste ano. "O financiamento da Atenção Básica resulta na qualidade direta e indireta da Saúde do nosso município, por isso é importante a adesão de toda a população", finaliza a gerente.   

Por Da Redação em 07/02/2020 11:05
TerrasAlphaville