Saúde

Obesidade e Covid-19: inimigos da circulação

Artigo escrito pelo Prof. Dr. Sthefano Atique Gabriel

Durante a pandemia, concordo que está difícil manter o controle do peso ideal. Academias fechadas, pouca atividade física, isolamento social, restrição domiciliar, maior consumo de alimentos calóricos e maior ingestão de bebidas alcoólicas constituem os ingredientes perfeitos para o ganho de peso. Como consequência, a prevalência de pessoas com sobrepeso e obesidade aumentou.

  Além da preocupação com os problemas de saúde decorrentes do excesso de peso, em época de COVID-19 estar acima do peso representa compor o grupo de risco para graves complicações no caso de contaminação viral. Muito além de problemas respiratórios, a associação entre obesidade e COVID-19 aumenta o risco de trombose venosa e trombose arterial.

  Há pouco tempo, o ator da Broadway Nick Cordeiro foi submetido a amputação de perna por complicações circulatórias associadas ao novo Coronavírus, demonstrando que o COVID-19 prejudica nosso sistema circulatório. Recentemente, o apresentador do SporTV Rodrigo Rodrigues morreu em decorrência de trombose venosa cerebral, como resultado da combinação perigosa entre obesidade e o novo Coronavírus. Portanto, obesidade e Covid-19 representam importantes inimigos do nosso sistema circulatório.

 Neste momento preocupante no qual vivemos, nossa principal defesa contra este inimigo oculto que está condenando a vida de tantas pessoas é manter a saúde do nosso sistema circulatório. Toda pessoa que está acima do peso deve cuidar da saúde das suas artérias e das suas veias, uma vez que o sobrepeso e a obesidade aceleram o depósito de placas de colesterol na parede arterial e predispõe a fragilidade da parede venosa.

  Na maior parte das vezes, a obesidade vem acompanhada de outros problemas de saúde, tais como, diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica e aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos, Além de importante fator de risco para doenças cardiovasculares como infarto do miocárdio, derrame e má circulação, a obesidade também aumenta o risco de trombose venosa e de varizes, com comprometimento extenso da nossa circulação.

 A melhor forma de prevenir as complicações decorrentes do sobrepeso e da obesidade durante a pandemia é realizar a avaliação periódica do sistema circulatório. O cirurgião vascular é o profissional indicado para esta função e o exame de Doppler vascular constitui o exame adequada para esta avaliação, capaz de analisar com detalhes toda a nossa circulação, sem dor, sem contraste e sem repouso.

  

Prof. Dr. Sthefano Atique Gabriel. Doutor em Pesquisa em Cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, especialista nas áreas de Cirurgia Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular e coordenador do curso de Medicina da União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago). 

Por Da Redação em 30/07/2020 07:00