Saúde

Índice de vacinação despenca durante a pandemia em todo país

Esta queda de busca por vacinas também tem sido percebida nas clínicas particulares de Rio Preto

Durante este período de pandemia, dentre vários problemas de saúde pública, um tem sido motivo de grande preocupação por parte profissionais e gestores da área de todo país. A queda do índice de vacinação da população em geral, principalmente crianças nos dois primeiros anos de vida.

 Para se ter uma ideia, segundo dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a taxa de vacinação infantil, cuja meta do Ministério da Saúde é de 95%, ficou em 61% nos primeiros sete meses do ano. 

 Segundo o PNI, em 2020, nem uma das nove vacinas analisadas se aproximou da meta. A pior cobertura é contra a hepatite B, com apenas 51% das imunizações previstas. 

 Segundo pesquisa, o isolamento social e a insegurança de ir até unidades de saúde em busca pelas vacinas foram fatores determinantes para a queda. Com isto, as pessoas ficam expostas também a outras doenças.

 Esta queda de busca por vacinas também tem sido percebida nas clínicas particulares. Na Central de Vacinas da Unimed Rio Preto, por exemplo, algumas vacinas tiveram quedas mais acentuadas como a contra Meningite dos tipos B e C, a Hexavalente (difteria, tétano, coqueluche, Haemophilus influenzae tipo B, Poliomielite e Hepatite B) e a Prevenar, que protege contra pneumonia, meningite e otite.

 Durante a pandemia, a Unimed Rio Preto inaugurou um local novo, o Espaço Unimed, no Plaza Avenida Shopping, que oferece total segurança para a vacinação seguindo os rígidos protocolos de segurança e prevenção. A unidade também é aberta à toda população. Além disso, para atingir ainda mais pessoas, a cooperativa oferece vacinação em domicílio. O cliente liga, agenda e o profissional vai até a residência para realizar a vacinação, atendendo todos os protocolos de segurança para a prevenção da Covid-19.

 “Neste período de pandemia, buscamos alternativas para oferecer segurança, conforto, comodidade ao cliente. Nosso serviço em domicílio é um exemplo disso. Nós compreendemos que muitas pessoas têm receio por causa da pandemia de ir até unidades de saúde. Mas isso não pode ser motivo para que elas fiquem expostas a outros riscos como as doenças que são protegidas por meio da vacinação”, afirma o Diretor Executivo de Saúde da Unimed Rio Preto, Fulvio Rogerio Garcia.

 Profissionais de saúde reforçam ainda que estar com a carteira de vacinação em dia é muito importante neste momento, principalmente as crianças quando retornarem às aulas. Por isso, é fundamental atualizar a carteira de vacinação de crianças, adultos e idosos o quanto antes.

 

Por Da Redação em 24/09/2020 13:23