Saúde

Campanha de vacinação contra poliomielite começa com baixa procura

No primeiro dia foram vacinas 143 crianças; número reforça a baixa procura pelas vacinas que vêm ocorrendo nos últimos meses em Rio Preto

A campanha de vacinação contra a poliomielite, iniciada na última segunda-feira, 5 de outubro, começou com baixa procura em Rio Preto. No primeiro dia, foram vacinas 143 crianças. "Esse número reforça a baixa procura pelas vacinas que vêm ocorrendo nos últimos meses em Rio Preto. Precisamos da colaboração dos pais para levarem as crianças para receber a dose", afirma a gerente de Imunização de Rio Preto, Michela Barcelos.

A campanha é nacional e segue até o dia 30 de outubro. A estimativa é de que 19.149 crianças na faixa etária de 1 a menores de cinco anos recebam a dose da campanha – VOP – Vacina Oral Poliomielite, que protege contra a paralisia infantil.

O Ministério da Saúde preconiza meta de 95% de cobertura vacinal. "Nos últimos meses, o município tem registrado coberturas abaixo da meta para outras vacinas, ficando na faixa de 88%, e isso é um risco para a reintrodução de doenças que estão controladas, por conta das boas coberturas que sempre tivemos", acrescentou.

Para receber a dose da campanha basta procurar uma sala de vacina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30, levando carteirinha de vacinação. Os locais das salas de vacinas podem ser consultados por este link: www.riopreto.sp.gov.br/mapavacinas.

Multivacinação

Além da campanha contra a poliomielite, o Ministério da Saúde também promove até o dia 30 de outubro a campanha de multivacinação, que tem por objetivo atualizar a carteira vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos. Para essa campanha, não há estimativa nem meta, mas é importante que os pais levem os filhos a uma sala de vacina.

“Ainda estamos vivendo a pandemia da Covid-19, que colaborou para a baixa procura pelas vacinas, mas a nossa estrutura foi preparada para atender todas as pessoas, seguindo os protocolos de prevenção ao coronavírus. Por isso, é importante procurar uma sala de vacina", finalizou.

Por Da Redação em 06/10/2020 17:41