Saúde

'Taxa de ocupação de leitos aumentou porque outras cidades entraram em colapso', afirma Borim

Segundo o Secretário de Saúde, aumento da ocupação de leitos em Rio Preto não corresponde a realidade do município

O Departamento Regional de Saúde (DRS XV) que corresponde a região de Rio Preto registrou aumento na taxa de ocupação de leitos de Covid-19 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Nesta sexta-feira (19), o levantamento divulgado pelo Estado aponta 68,7% na taxa de ocupação nas UTIs. Já em enfermarias, a taxa é de 41,3%.

Na semana passada, a taxa de ocupação de leitos em UTI era de 62,3%. A taxa em enfermarias diminuiu – na semana passada a ocupação foi de 42,7%.

“Algumas cidades entraram em colapso na saúde. Vários pacientes precisaram ser encaminhados pra Rio Preto. Como tínhamos baixa ocupação de leitos, então aqui tinha leitos para salvar esses pacientes. Esses pacientes vieram de outras cidades, obviamente ocupando leito de Rio Preto, por isso esse aumento repentino da taxa. Não corresponde aos nossos dados que, na realidade estão em queda”, explicou o secretário de Saúde, Aldenis Borim, durante a live desta sexta-feira (19).

Ontem, a Santa Casa de Votuporanga registrou ocupação de 90% dos leitos para Covid-19 e fez apelo para que a população respeite os protocolos de isolamento social.

Santa Casa

Na Santa Casa de Rio Preto, a taxa de ocupação de leitos nesta sexta-feira (19) é de 85% na UTI (41 pacientes e 51% na enfermaria (23 pacientes).

Hospital de Base

No HB, a enfermaria de Covid-19 conta com 77 leitos ocupados. Na UTI são 113 pacientes internados. Na enfermaria do Hospital da Criança e Maternidade (HCM), há dois leitos ocupados. Na UTI da unidade, apenas um leito está ocupado.

Por Karol Granchi em 19/02/2021 16:11