Saúde

Laboratório Móvel do Instituto Butantan começa a funcionar em Olímpia

O objetivo é mapear e sequenciar o vírus SARS-CoV-2, além de acelerar o processo de testagem dos casos suspeitos de Covid-19 e das variantes.

Começou a funcionar nesta terça-feira, 23, o Laboratório Móvel do Instituto Butantan, em Olímpia. O objetivo é mapear e sequenciar o vírus SARS-CoV-2, além de acelerar o processo de testagem dos casos suspeitos de Covid-19 e das variantes que circulam na cidade e região.

Além de Olímpia, mais nove municípios serão mapeados, sendo eles, Barretos, Bebedouro, Cajobi, Colina, Guaíra, Jaborandi, Monte Azul Paulista, Severínia e Taiúva. As amostras serão coletadas em suas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e encaminhadas ao laboratório itinerante.

Com as análises realizadas dentro do laboratório, é possível obter o resultado em até 24 horas e, em seguida, inicia-se o sequenciamento, que pode durar de três a seis dias, e até 12 dias para as variantes. Fora do container itinerário, todo esse processo pode durar de 10 a 12 dias.

"Nosso objetivo com o Laboratório Móvel é analisar as amostras com mais agilidade e assertividade para entender quais regiões do estado precisam de mais atenção”, afirma Sandra Coccuzzo, diretora do Centro de Desenvolvimento Científico do Butantan.

O trabalho dos profissionais que atuam no laboratório pode ser acompanhado de perto, já que a estrutura conta com uma parte de vidro. O investimento total foi de R$ 3 milhões.

Fonte: (Com informações do Instituto Butantan)

Por Da Redação em 23/11/2021 18:10