Saúde

Votuporanga usa van para vacinar faltosos contra Covid-19

Atualmente, a cidade possui 14 mil pessoas que ainda não completaram o esquema vacinal, entre segunda e terceira doses.

A Secretaria da Saúde da Prefeitura de Votuporanga realiza nesta quarta-feira, 24, uma ação inédita para diminuir o índice de faltosos da segunda e terceira doses da vacina contra a Covid-19.

Uma van vai percorrer bairros da região Sul da cidade, como Palmeiras I e II, Estação e Matarazzo, das 17h30 às 20h para levar a vacina até quem ainda não foi imunizado. O posto de vacina do Assary também ficará de plantão até às 20h para vacinar a população.

Atualmente, Votuporanga conta com 14 mil faltosos, sendo 8 mil que não voltaram para tomar a segunda dose e 6 mil da terceira. “Tivemos redução nos intervalos das doses da Pfizer e Astrazeneca e acreditamos que algumas pessoas não se atentaram a isso. Também ampliamos a terceira dose para toda a população adulta que tenha tomado a segunda dose há cinco meses. Por isso, estamos ampliando nossas ações para atingir a todos”, explicou a secretária da Saúde, Ivonete Félix.

Quem pode receber a vacina?
Podem se vacinar com a primeira dose adolescentes de 12 a 17 anos e adultos com 18 anos ou mais que perderam o prazo de se imunizar anteriormente; com a segunda dose, todos que estão no prazo. Lembrando que o intervalo entre as duas doses das vacinas Pfizer e Astrazeneca reduziu, conforme anunciado pela Secretaria da Saúde. Desta forma, quem tomou a primeira dose da Astrazeneca há oito semanas (56 dias) já pode voltar para completar o esquema de imunização; e quem tomou a vacina da Pfizer há 21 dias também já pode concluir com a segunda dose, com exceção para os adolescentes, que devem continuar seguindo o prazo de oito semanas.

A terceira dose também já está disponível para todos os adultos, idosos e profissionais da saúde que tomaram a segunda dose há, pelo menos, cinco meses; além de pessoas imunossuprimidas que tomaram a segunda dose há, pelo menos, 28 dias.

Pessoas que irão viajar ao exterior também podem antecipar a segunda dose ou tomar a terceira dose desde que comprovem no ato da vacinação o agendamento da referida viagem, com apresentação da emissão da passagem por transporte aéreo, terrestre ou portuário.

Desta forma, quem tomou as duas doses da Coronavac e vai viajar para o exterior pode receber a terceira dose de outro imunizante aceito pelo país de destino. Neste caso, o intervalo mínimo entre a segunda e a terceira dose deve ser de 28 dias.

Para aqueles que irão viajar e que não concluíram o esquema com as duas doses, podem tomar a segunda dose com prazo antecipado que varia de acordo com a marca do imunizante. Sendo assim, quem tomou Pfizer, pode receber a segunda dose com 21 dias em qualquer faixa etária, inclusive adolescentes. E quem tomou Astrazeneca pode antecipar a segunda dose com 28 dias, mesmo prazo mantido entre as duas doses da Coronavac.

Por Da Redação em 23/11/2021 15:50