Saúde

Planos para 2022: por que visitas ao otorrino devem ser prioridades para este novo ano?

Especialista dá 9 dicas de hábitos para prevenir possíveis problemas na garganta, ouvido e nariz

Janeiro é o mês escolhido pela maioria das pessoas para realizar check-ups. Alguns dão aquela revisada no carro, outros já colocam em dia mudanças de móveis ou escolhem novas cores para suas casas, tem também quem corre para especialistas em saúde em busca de perda de peso, reposição de vitaminas e hormônios, cuidados com a pele e exames de sangue convencionais.

O que muita gente não sabe é que dentro desta lista é imprescindível ter espaço para um check-up em um otorrinolaringologista. É isso mesmo.  Normalmente, as pessoas visitam este especialista apenas quando há algum desconforto, que muitas vezes poderia ter sido evitado com consultas de rotina para prevenir e combater doenças que acometem o ouvido, nariz e garganta.

Segundo o otorrinolaringologista Matheus Sgarbi Vergaças, do Hiorp – Hospital de Otorrino e Especialidades, de São José do Rio Preto, por meio de exames preventivos para o nariz, ouvido e garganta, é possível iniciar um tratamento adequado.

“Com isso, evitar que os sintomas persistam a ponto de prejudicar a qualidade de vida dos pacientes”, explica.  O médico reforça que os tipos de exames aplicados só são possíveis depois das consultas periódicas como, por exemplo, videonasofibroscopia, videolaringoestroboscopia ou otofibroscopia, entre outros.

9 dicas do especialista:

Além de fazer um check up anual ou semestral, é preciso manter hábitos para prevenir possíveis problemas na garganta, ouvido e nariz. Confira:

  1. Evitar ficar muito tempo em locais com som alto.
  2. Cuidado com a altura dos fones de ouvido.
  3. Beber bastante água para evitar garganta e boca seca.
  4. Não gritar ou falar muito alto.
  5. Não fumar.
  6. Cuidado com bebidas alcoólicas.
  7. Evitar o consumo de pimentas, vinagre, chocolate, refrigerantes e doces em geral em excesso.
  8. Usar soro fisiológico nasal com frequência para o pleno funcionamento das vias nasais.
  9. Evitar produtos com cheiros fortes como perfumes e produtos de limpeza.

Conheça as 14 principais queixas no consultório divididas por faixa etária

Crianças

Infecção nas amígdalas, adenóide aumentada e crianças que falam alto e que muitas vezes apresentam problemas na audição.

Adultos

Ronco, apneia, desvio septo, rouquidão, refluxo e rinite alérgica.

Idosos

Zumbido, tontura, perda auditiva e dificuldades ao comer.

 

Mais informações: www.hiorp.com.br

Por Da Redação em 13/01/2022 10:07