Redes Sociais

Saúde

Secretaria de Saúde de Rio Preto estuda volta do uso obrigatório de máscara

O assunto foi discutido em audiência pública na Câmara Municipal

Publicado há

em

A Secretaria de Saúde de Rio Preto estuda a volta das máscaras para evitar nova onda de Covid-19. A informação foi dada nesta segunda-feira, 30, pelo médico Ivan Baitello, assessor especial da pasta, durante audiência pública que detalhou os gastos com a Saúde nos primeiros 4 meses do ano.

Após a audiência, Baitello disse apenas que o setor “está avaliando” a situação. O promotor de Saúde do município, Carlos Menezello Romani, fez a sugestão ao prefeito Edinho Araújo (MDB) em uma cerimônia do Procon, no Partec. 

Na audiência foi dito que nos últimos 15 dias os casos de Covid triplicaram. Os novos números devem ser conhecidos no próximo boletim sobre doença. 

Um dos problemas é o baixo interesse na vacinação, após a primeira e segunda doses. O grupo de idosos que compareceu em peso para tomar a primeira e a segunda dose, deixou de voltar para a terceira e quarta doses de reforço. Foram 88,5% na terceira e pouco mais de 40% para a quarta dose.

Com os adultos a situação é parecida. Na primeira houve mais vacinados do que o previsto e ultrapassou os 100%. Na terceira, apenas 54,5% se imunizaram. O grupo que manteve um bom índice são os adolescentes. Foram 100% na primeira dose e mais de 90% na segunda. A terceira dose começou a ser aplicada nesse grupo nesta segunda-feira (30).

Outra preocupação são as crianças. Pouco mais de 81% tomaram a primeira dose e, na segunda, apenas 53,7%.

Se a Secretaria retomar o uso de máscara, Baitello não detalhou como será. Não explicou se o acessório deve voltar para locais públicos ou fechados, como as escolas, por exemplo. Ele também não disse quando a Secretaria vai tomar a decisão.

AS 10 MAIS LIDAS