Você precisa parar sua rotina se for tratar as suas varizes?

Artigo escrito pelo Prof. Dr. Sthefano Atique Gabriel

As varizes representam uma doença circulatória frequente em nossa população, com predomínio no sexo feminino, devido a inúmeros fatores, tais como, uso de medicações contraceptivas, variações hormonais próprias do ciclo menstrual e gravidez. Por outro lado, os homens também podem sofrer com as varizes, que se desenvolvem nesta população principalmente se houver um histórico familiar importante para insuficiência venosa.

Estima-se que aproximadamente 30 – 40% da população mundial sofra com a presença de varizes nos membros inferiores. Apesar do conceito de doença de caráter apenas estético, as varizes crônicas não tratadas são responsáveis por complicações que podem prejudicar a qualidade de vida do paciente, como por exemplo, flebite, trombose venosa profunda, eczemas, dermatite e formação da úlcera venosa.

Uma preocupação associada ao tratamento das varizes refere-se à necessidade de afastar-se do trabalho e manter período prolongado de repouso pós-tratamento. Atualmente, a evolução tecnológica refinou o tratamento das varizes, permitindo que as mesmas possam ser tratadas de maneira eficaz, sem a necessidade de repouso e com retorno imediato ao trabalho e ao convívio familiar.

Portanto, a sua rotina não será mais prejudicada caso você decida cuidar das suas pernas! Manter a beleza das pernas faz parte dos cuidados com a saúde, melhorando a qualidade de vida e a autoestima.

Nos casos de insuficiência de veia safena, o tratamento pode ser realizado com técnicas termoablativas, como Laser Endovenoso e Radiofrequência. Ambas as técnicas permitem que o tratamento seja realizado sem a necessidade de cortes e com cuidado estético máximo. Mesmo em casos mais avançados, o paciente realiza o tratamento e pode caminhar imediatamente, sem repouso prolongado.

Nos casos de “vasinhos”, o Laser Transdérmico associado a Escleroterapia, conhecido como “Técnica Clacs”, representa um tratamento eficaz, moderno e realizado no próprio consultório do médico vascular. Não há necessidade de anestesia, repouso ou internação hospitalar.

Se o problema for a presença da úlcera venosa associada a varizes nos membros inferiores, o tratamento com Polidocanol, conhecido como “Técnica da Espuma”, apresenta resultados satisfatórios e convincentes no fechamento e na cicatrização da úlcera venosa. Além disso, mesmo nos casos de doença venosa avançada, o tratamento pode ser realizado no consultório médico, com retorno imediato as atividades diárias.

Para mais informações a respeito do tratamento das varizes nos membros inferiores, acesse o site www.drsthefanovascular.com.br.

Prof. Dr. Sthefano Atique GabrielDoutor em Pesquisa em Cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, especialista nas áreas de Cirurgia Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular e coordenador do curso de Medicina da União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago). 

 

Por Da Redação em 12/05/2022 23:59