Redes Sociais

Saúde

Olímpia ganha centro de equoterapia, o primeiro da região com arena coberta

Espaço foi implantado na sede da Apae e contou com a união de esforços de voluntários, sociedade civil e investimentos do poder público

Publicado há

em

O trabalho de acolhimento, inclusão e desenvolvimento das pessoas com deficiência em Olímpia acaba de ganhar mais um reforço. A cidade inaugurou um centro de equoterapia, que é  o primeiro com arena coberta em todo o Noroeste Paulista.

O equipamento foi implantado na sede da Apae, por iniciativa da diretoria da entidade, e contou com a união de esforços de voluntários, sociedade civil e investimentos do poder público. O espaço, que leva o nome da família olimpiense “Gianoto”, em agradecimento a toda contribuição prestada à instituição, há anos, foi entregue na tarde dessa quarta-feira, dia 29. Além da arena ampla e coberta, a estrutura do local conta com baias para os cavalos e todos os equipamentos necessários para a terapia.

Na ocasião, o presidente da Apae de Olímpia, Lucas Ferrante Fonseca, falou sobre o projeto e os parceiros envolvidos. “Este vai ser mais um instrumento para atendimento dos alunos, um sonho que estamos realizando, que só foi possível graças à adesão da diretoria e o apoio de doadores, da secretaria de Obras e de toda a Prefeitura. Sem essas parcerias não estaríamos fazendo essa inauguração que irá ajudar muitos olimpienses”, disse o presidente.

A equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza a terapia com cavalo para o desenvolvimento psicomotor dos alunos com deficiência intelectual e múltipla, estimulando a melhora das condições motoras, sensoriais, de postura e equilíbrio, proporcionando o desenvolvimento e promovendo mais qualidade de vida.

Presente na abertura, o prefeito Fernando Cunha, recebeu um certificado de homenagem de “Amigo da APAE”, em agradecimento à parceria da Prefeitura com a entidade e ressaltou a importância do trabalho realizado pela instituição. “A Apae de Olímpia é um exemplo, com os projetos que realiza e a dedicação que tem, acrescentando na vida dessas crianças e jovens. Quando a gente passa, o que fica não é o que a gente tem, mas sim o que a gente fez e, por isso, é uma obrigação da nossa gestão estar ao lado dessa entidade que desenvolve esse trabalho de cuidado e inclusão”, destacou o prefeito.

O serviço de equoterapia de Olímpia conta com o treinamento e auxílio dos profissionais da APAE de São José do Rio Preto, que realizaram uma simulação de atendimento durante a inauguração, demonstrando como as sessões são feitas para desenvolver a melhora do praticante.

Com sessões de 30 minutos, uma a duas vezes por semana, a terapia deve atender inicialmente cerca de 50 alunos. Os trabalhos serão coordenados pelo fisioterapeuta da instituição, Luan Pradal, e entrarão em operação definitiva em breve. 

AS 10 MAIS LIDAS