Redes Sociais

Saúde

Paciente retorna ao setor de quimioterapia do HB para agradecer equipe

Priscila Augusto Dias, de 37 anos, está recuperada e faz acompanhamento.

Publicado há

em

Priscila Augusto Dias, pedagoga de 37 anos e moradora de Bady Bassitt, visitou o setor de quimioterapia do Hospital de Base de São José do Rio Preto ontem 18, para conversar com a equipe do HB Onco que a atendeu quando ela foi diagnosticada com câncer, em 2019, e também para levar uma mensagem de apoio aos pacientes que ainda estão em tratamento. Atualmente, Priscila está recuperada e faz acompanhamento. A visita seguiu todas as normas de prevenção ao coronavírus, sem nenhum contato físico.

“O amor deve ser constante nas nossas vidas. Do jeito que aconteceu comigo, eu gostaria de passar um pouco de coisas boas. Não só as más. Na quimioterapia, eu aprendi a valorizar ainda mais minha família, a ser mais humilde, a não murmurar diante dos problemas, a ser feliz”, diz Priscila.

Ela foi diagnosticada com câncer na mama direita em 2018. Passou por cirurgia e quimioterapia, mas nunca se deixou abater – inclusive, sequer parou de trabalhar. Lembra com carinho da época do tratamento e de toda a equipe responsável por sua recuperação. Agora, faz terapia hormonal e exames sempre que requisitado pelo médico. “O tratamento foi maravilhoso. No decorrer desse tempo eu aprendi muitas coisas nesse lugar. Aqui é uma escola. Está tudo bem, glória a Deus.”

Priscila entregou um bombom com uma mensagem para cada um dos pacientes que recebiam sua dose de quimioterapia no HB Onco. Uma delas era dona Benedita dos Santos Oliveira, de 60 anos, em tratamento contra um câncer de intestino. “A gente confia muito em Deus e as palavras que ela falou serviram de ânimo, que nessas horas a gente precisa de bastante. Deus envia as pessoas certas para esses momentos e agradeço a Ele pela vida dela. Eu gosto muito do tratamento daqui, não tenho do que reclamar. “

Já Maria Dalva Camargo Guimarães, de 52 anos, mora em Paulo de Faria e faz tratamento contra um câncer de mama. Ela também ficou feliz com a visita de Priscila. “Ela deu uma palavra de conforto e encorajamento e um versículo da Bíblia que falou muito no meu coração. Tenho certeza absoluta que serei curada, estou sendo muito bem cuidada”, diz a paciente.

De acordo com Rafaela Canille, enfermeira do setor de quimioterapia do HB Onco, ações como a de Priscila trazem ânimo a quem está fazendo o tratamento contra o câncer. “Traz motivação, uma palavra de conforto. É um momento de atenção, tem aqueles que gostam mais de conversar e acaba sendo um momento de humanização. Ainda mais sendo de alguém que já passou por aquilo, faz toda a diferença.”

AS 10 MAIS LIDAS