Redes Sociais

Economia

Cesta básica de junho tem alta de 2,07%

Pesquisa do Procon-SP aponta que o grupo de Higiene Pessoal foi o que apresentou maior variação (5,30%)

Publicado há

em

Levantamento mensal feito pelo Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) revela alta de 2,07% no valor da cesta básica do paulistano. O preço médio que em 31/05/2022 era de R$ R$ 1.226,12 passou para R$ 1.251,44 em 30/06/2022. 
 
Todos os grupos apresentaram alta: Higiene Pessoal, 5,30%; Limpeza, 2,28% e Alimentação, 1,78%. A variação no ano é de 15,02% (base: dezembro/2021).
 
Os produtos que mais subiram foram:
Margarina (250g) 10,95%
Farinha de mandioca torrada (500g) 10,11%
Leite UHT (litro) 9,90%
Sabonete (unidade 90g) 7,83%
Presunto fatiado (kg) 7,82% 

E as maiores quedas foram:
Batata (kg) -11,79%
Cebola (kg) -8,17%
Ovos brancos (dúzia) -3,00%
Amaciante (2 litros) -2,05%
Açúcar refinado (5 kg) -2,01% 

Dos 39 produtos pesquisados, na variação mensal, 28 apresentaram alta, dez diminuíram de preço e um permaneceu estável.

Variação anual

A pesquisa realizada regularmente pelo Procon-SP e Dieese aponta ainda que de junho de 2021 para junho de 2022 o aumento foi de 18,05%. O valor da cesta básica era de R$ 1.060,10 e passou para R$ 1.251,44.
 
No mesmo período, os três produtos que apresentaram maior alta foram: café em pó (500g), 88,01%; batata (kg), 82,68% e cebola (kg), 66,13%.

AS 10 MAIS LIDAS